Conar recomenda alteração à Diletto

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar recomenda alteração à Diletto

Órgão recomenda que marca deixe explícita que história sobre a origem do sorvete é inverídica


11 de dezembro de 2014 - 5h31

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária recomendou nesta quinta-feira, 11, por maioria dos votos que seja feita alteração na comunicação da marca Sorvetes Diletto. O órgão recomenda que fique explicito na campanha do anunciante que a história sobre a origem do sorvete não é verídica, de forma que seja compreendida pelo consumidor.

O assunto entrou em pauta depois que a marca assumiu que é mentira a história contada, de que a inspiração para criar os produtos veio de Vittorio Scabin, sorveteiro da região do Vêneto, que fabricava picolés com frutas frescas e que teve de buscar abrigo em São Paulo por causa da Segunda Guerra Mundial. O retrato de Vittorio e a foto do carro que usava para vender sorvetes na Itália aparecem na comunicação da Diletto e sua “história” é contada no site da marca.

Outro caso semelhante que esteve em votação na mesma sessão, foi a do anunciante Do Bem, marca de sucos. O órgão recomendou o arquivamento da representação, por considerar satisfatoriamente esclarecidos os questionamentos feitos.

A comunicação do sucos Do Bem diz que as laranjas que usa são colhidas fresquinhas na fazenda do senhor Francisco, no interior de São Paulo, um "esconderijo secreto que nem o Capitão Nascimento poderia descobrir”. Entretanto, as frutas usadas vêm, na realidade, de diversos produtores e entre as fornecedoras da marca está a Brasil Citrus, que faz o processamento dos sucos, e também trabalha para várias marcas próprias de supermercados.

Segundo o Conselho, essa é primeira vez que julgou casos envolvendo a técnica de storytelling na comunicação de marcas. Em ambos os casos, cabe recurso da decisão.  

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”