Ministério da Saúde atrai 38 agências

Buscar

Comunicação

Publicidade

Ministério da Saúde atrai 38 agências

Orgão irá selecionar seus novos fornecedores de publicidade; Propeg, Calia e Agnelo, que atendem a conta atualmente, participam do processo

Bárbara Sacchitiello
23 de setembro de 2016 - 18h28

MInisterio-Saude-Coelho

Campanha de vacinação do Ministério da Saúde (Crédito: Reprodução)

Atendido atualmente por Calia, Agnelo e Propeg, o Ministério de Saúde abriu um novo processo para selecionar quatro agências que terão o direito de administrar sua verba publicitária de R$ 205 milhões pelos próximos dois anos.

A disputa pela conta contará com um número alto de concorrentes. Até o dia 19 de setembro, data final do prazo para o recebimento das propostas, 38 agências entregaram seus envelopes com informações financeiras e de atendimento. As atuais agências do Ministério da Saúde participam do processo e a seleção das quatro vencedoras deve ser anunciada daqui a 30 ou 40 dias.

A nova concorrência acontece um ano depois de o Ministério promover uma revisão dos contratos com seus fornecedores de publicidade, motivado pelo envolvimento da Borghi/Lowe – uma das vencedoras da licitação promovida pelo órgão em 2013 – com irregularidades que foram denunciadas na Operação Lavo-Jato. Em abril de 2015, o Ministério rompeu contrato com a Borghi.

Publicidade

Compartilhe