Cenp chega a 20 entidades associadas

Buscar

Comunicação

Publicidade

Cenp chega a 20 entidades associadas

Às vésperas da celebração de duas décadas do conselho, ABP e Grupo de Profissionais de Mídia do Rio de Janeiro anunciam associação ao conselho presidido por Caio Barsotti

Teresa Levin
6 de março de 2019 - 9h34

Caio Barsotti, presidente do Cenp (Crédito: Arthur Nobre)

O Conselho Executivo de Normas-Padrão (Cenp) ganhou a adesão de duas das mais representativas entidades do mercado publicitário nacional: a Associação Brasileira de Publicidade (ABP) e o Grupo de Mídia do Rio de Janeiro. As entidades anunciaram que agora integram o conselho que atua junto à autorregulação ético-comercial na indústria da comunicação no Brasil. Com isso, o Cenp passa a contar com 20 associações, como Abooh, IAB Brasil, Fenapex, APP Brasil, Grupo de Atendimento & Negócios, Grupo de Planejamento, Grupo de Mídia São Paulo, ARP, ABEP e ABMP. Vale recordar que ainda integram o grupo as entidades fundadoras do Cenp: ABA, Abap, Fenapro, Abert, ANJ, Aner, ABTA e Central de Outdoor.

O Cenp completa 20 anos em 2019 e, para Caio Barsotti, presidente da entidade, alcançar 20 associados neste momento é um bom sinal. “É mais uma demonstração de que o Cenp cumpre seu papel de fórum permanente da publicidade brasileira”, disse, em comunicado. Antônio Jorge Alaby Pinheiro, presidente do Grupo de Mídia do Rio, frisou no mesmo texto que todo mercado precisa de normas e regras. “O Cenp faz isso com muita competência, acompanhando os movimentos do mercado no Brasil e no mundo, a partir das melhores práticas”, pontuou. Ele explicou ainda que, com este movimento, sua expectativa é de que o Grupo de Mídia do Rio participe deste diálogo permanente de aprimoramento das regras éticas. “Defendendo o modelo brasileiro de publicidade”, continuou.

Dudu Lopes, presidente da ABP, reforçou a importância da presença da entidade no Cenp para normatizar e regular um mercado com tamanha pluralidade de agências, anunciantes e veículos. Segundo ele, a adesão à autorregulação é parte do movimento de modernização que vem liderando desde que assumiu em 2017 a entidade fundada em 1937, no Rio de Janeiro. “Desde então, vivemos um período de intenso trabalho na busca dessa atualização da ABP, processo que chamamos de reboot”, disse Dudu.

Outros movimentos
Os novos associados reforçam a estratégia de consolidar o papel do Cenp como guia do mercado. A adesão de empresas também tem aumentado, como a Discovery Networks Brasil, que tornou-se associada em novembro, o primeiro grupo estrangeiro a filiar-se — também estão entre os associados veículos como Globosat, Abril, Grupo RBS e todas as redes de TV aberta.

No final do ano passado, o Cenp deu um passo na modernização de sua operação com a criação do Conselho de Administração e Governança. Desde então, ele é responsável por todas as atribuições administrativas da entidade, a serem executadas pela Diretoria Executiva, respondendo diretamente à Assembleia Geral. Os integrantes do novo braço do Cenp são Dora Câmara, Gilberto C. Leifert, Luiz Leite, Roberto Mesquita e Rodrigo Lacerda.

Também em 2018 o Cenp lançou os vídeos “A Harmonia Eficaz do Modelo Brasileiro de Publicidade” e “Visão Econômica do Modelo Brasileiro de Publicidade – Geração de valor e bem estar social” , fornecendo argumentos sobre o modelo brasileiro de publicidade e os motivos pelos quais este formato preserva a competitividade da atividade no Brasil. Os vídeos foram produzidos pela Grato Visual Content e têm como base, entre outras fontes, estudos recentes da LCA Consultores e FA Estudos Econômicos. Entre outros assuntos, eles abordam a questão da remuneração das agências, baseada no desconto-padrão. “A evidência maior de que o modelo funciona, e funciona bem, é a adesão maciça a ele, de anunciantes, agência e veículos”, disse Caio.

*Crédito da foto no topo:  Vedanti/Pexels 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Luiz Leite

  • Dudu Lopes

  • Dora Câmara

  • Rodrigo Lacerda

  • CAIO BARSOTTI

  • Antônio Jorge Alay Pinheiro

  • Gilberto C. Leifert

  • Roberto Mesquita

  • Cenp

  • ABP

  • Discovery Networks

  • Grupo de Mídia do Rio de Janeiro

  • Grato Visual Content

  • Entidades

  • regulamentação

  • mercado publicitário

  • NORMAS PADRÃO

  • associações

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”