Série da Shell conta a história de caminhoneira trans

Buscar
Publicidade

Comunicação

Série da Shell conta a história de caminhoneira trans

Novo filme da série "De Causo em Causo" traz personagem real e foi criado pela Wunderman

Renato Rogenski
6 de junho de 2019 - 6h00

Vídeo narra a jornada da caminhoneira trans Afrodite (Reprodução)

Por meio da série “De Causo em Causo”, criada pela Wunderman, a intenção da Shell é investir no conteúdo e no poder das histórias para engajar o público. Nessa busca por impacto, o mais novo vídeo da plataforma narra a jornada real da caminhoneira trans Afrodite. “O que a marca quer mostrar é que ela enxerga o caminhoneiro respeitando todas as suas individualidades. A Shell sabe que, por trás dos volantes, há pessoas diferentes, com histórias diferentes. Contar uma história como essa é demostrar respeito à diversidade e prezar pela inclusão de todos”, explica Fernando Tomeu, diretor de criação da Wunderman.

Segundo o publicitário, o vídeo publicado nos canais digitais da marca mostra que é mais fácil enfrentar as distâncias quando você tem com quem contar. E aí entram as distâncias físicas, como as estradas do dia a dia, e as distâncias metafóricas, como o longo caminho até o fim dos preconceitos. Ele conta que, desde que a agência começou a trabalhar com a marca Shell Rimula, foi necessário mergulhar de cabeça no mundo dos caminhoneiros. “É um universo muito particular e, ao entender o público, vimos que ele é muito heterogêneo e que existem histórias fantásticas dentro dessa categoria que sempre foi tratada de forma homogênea”, analisa.

A marca conheceu a história da Afrodite no fim do ano passado, por meio de uma pesquisa em social media e em grupos de caminhoneiros. “A nova campanha de Shell Rimula representa uma ligação mais próxima com o seu público. O produto não só cuida do motor e do caminhão, como também entende que os caminhoneiros têm outras necessidades específicas e enfrentam fantásticas jornadas pessoais. Dessa forma, nosso objetivo também é mostrar uma ótica mais humana, trazendo um lado inusitado e desconhecido dos profissionais que vivem nas boleias”, diz Carla Salgueiro, gerente de marketing da Shell Lubrificantes.

Imagem de topo: Rodrigo Abreu/ Unsplash

Publicidade

Compartilhe

Veja também