Saigon, Stink, O2 e Landia: as melhores produtoras do País

Buscar

Comunicação

Publicidade

Saigon, Stink, O2 e Landia: as melhores produtoras do País

Criativos e produtores das principais agências elegem as empresas que melhor trabalham na produção de publicidade audiovisual


17 de setembro de 2019 - 16h11

Por Alexandre Zaghi Lemos, Isabella Lessa, Karina Balan Julio e Renato Rogenski

“Aposta”, campanha da DPZ&T para Renaut, produção da Saigon Filmes, primeira colocada do ranking (Crédito: Reprodução)

Saigon, Stink, O2 Filmes e Landia são as melhores produtoras de comerciais do mercado brasileiro, de acordo com levantamento realizado por Meio & Mensagem, que ouviu a opinião de diretores de criação e profissionais de produção das principais agências do País.

Esta é a 3ª edição da pesquisa, realizada pela primeira vez em março de 2011, com segunda versão em setembro de 2016. A maior mudança é o salto da Saigon, inaugurada em 2014, que passou da 11ª posição para a liderança do ranking. A Stink e a O2 Filmes, que apareciam no topo na edição anterior, agora estão, respectivamente, na segunda e na terceira colocações. Outras novidades no top 10 são Iconoclast (3ª), Barry Company (9ª) e Alice Filmes (10ª), que não apareciam no último levantamento.

relacionado

Novos ângulos

De 26 a 30 de agosto, a reportagem ouviu 95 criativos que ocupam posições de presidentes, vice-presidentes ou diretores e líderes das áreas de produção e RTV — os nomes de todos estão nesta página, mais abaixo. A partir de lembranças espontâneas, cada um pode apontar até cinco produtoras de filmes publicitários atuantes no Brasil. Eles enviaram suas listas por ordem de preferência, para que a reportagem pudesse dar peso maior aos primeiros e finalizasse os rankings por pontos, atribuindo 5 pontos para os indicados em primeiro lugar, 4 para os segundos, e assim sucessivamente. As indicações de cada profissional não serão divulgadas separadamente, apenas o consolidado de todos os votantes. Ao todo, os entrevistados mencionaram 57 produtoras de filmes, confira, a seguir as dez mais pontuadas.

1ª Saigon (181 pontos)
A Saigon se esforça em manter uma estrutura enxuta — são cerca de 30 funcionários — para garantir que a produtora consiga dar o nível de profundidade desejado aos trabalhos com os quais se envolve. Segundo Vellas, um dos sócios fundadores, ele e os demais diretores da casa, como Cisma, Manu Mazzaro e Silvio Cunha, gostam de filmar produções grandiosas, rodar peças no exterior e investir boas doses em pós-produção. Ao lado da dupla de diretores de cena Dois (João Dornelas e Pedro Pereira) e do produtor executivo Marcelo Altschuler, Vellas fundou a Saigon, sem investidores, em 2014. Neste ano, a produtora foi responsável por peças robustas, como “Aposta” e “Caverna do Dragão” (assista abaixo), ambas com criação da DPZ&T para Renault, e o filme “Nuvens”, da AlmapBBDO para Gol Linhas Aéreas.

2ª Stink (173 pontos)
A Stink tem escritórios em Los Angeles, Nova York, São Paulo, Londres, Berlim, Moscou, Praga, Pequim e Xangai. A premiação mais relevante da base brasileira é o primeiro e até agora único Grand Prix de Film da história da publicidade do País no Festival de Cannes, com o filme “100”, criado pela F/Nazca S&S para Leica e dirigido por Jones + Tino, estrelas de um casting que tem ainda outras duplas, como Kid Burro (André Saito e Cesar Nery) e Salsa (Diego Claudino e Guto Azevedo), além de diretores como Douglas Bernardt e Márcio Leitão, conhecido como Squarehead. Atualmente com 35 funcionários, e tendo como sócia local a dupla Jones + Tino, o escritório de São Paulo opera desde 2012. Um dos trabalhos mais recentes é o filme “Príncipe encantado” (assista abaixo), da AlmapBBDO para O Boticário.

3ª O2 Filmes (123 pontos)
No mercado desde 1991, a O2 Filmes nasceu como uma produtora de publicidade e, mesmo depois de fortalecer formatos de entretenimento, como cinema e séries para televisão, nunca abandonou a produção de campanhas para marcas. Atualmente, a publicidade representa cerca de metade dos negócios. Os sócios Andrea Barata Ribeiro, Fernando Meirelles e Paulo Morelli estão à frente de uma equipe de 130 funcionários, distribuídos por São Paulo, Rio de Janeiro e Cotia. Em seu casting de publicidade, destacam-se diretores como Fred Luz, Rodrigo Pesavento, Quico Meirelles, Renato Amoroso, Bruno Ilogti e a dupla Faca (Leopoldo Caseiro e João Fabra). Em 2019, a O2 executou trabalhos como “Siga as memórias” (assista abaixo), da Africa para Natura, dirigido por Fred Luz.

4ª Landia (105 pontos)
Operando há 19 anos em Buenos Aires, a Landia abriu seu escritório em São Paulo em 2012, através de uma sociedade entre a Movie&Art e dois produtores executivos, a brasileira Carolina Dantas e o argentino Sebastian Hall. Também têm participação acionária na base brasileira os diretores de cena argentinos Andy Fogwill (um dos fundadores da empresa) e Agustin Alberdi, o brasileiro Rodrigo Saavedra, além do produtor executivo Adrian D’Amario. O casting tem ainda estrelas ascendentes como o trio We Are Magnolias (Barbara Sassen, Nate Rabelo e Valentina Baisch) e o diretor Kayhan Ozmen. Um dos destaques do ano é “The Chase” (assista abaixo), da J. Walter Thompson para Coca-Cola, com direção de Saavedra, que foi exibido em 57 países para promover o filme Vingadores: Ultimato.

5ª Paranoid (91 pontos)
Produtora que tem como sócios o diretor de cena Heitor Dhalia e o produtor executivo Egisto Betti, a Paranoid atua há dez anos nas áreas de publicidade e entretenimento, combinando um casting de diretores nacionais e internacionais. Embora use a marca da produtora norte-americana, não tem relação societária com a Paranoid US. Entre os destaques na direção de publicidade estão a dupla Bolovo (Deco Neves e Lucas Stegmann), Mariana Youssef, Daniel Levenhagem e Jessica Queiroz. Neste ano, a Paranoid reforçou seu casting com a dupla Bel & Ju (Bel Ribeiro e Juliana Correa). Entre os projetos mais recentes, destacam-se os filmes “Rolê” e “Poliamor” (assista abaixo), da campanha “King em dobro”, da David para Burger King, dirigida pela dupla Bolovo.

6ª Iconoclast (86 pontos)
Presente em São Paulo desde 2015, a produtora nasceu em 2011 com sedes em Paris e Los Angeles. Depois, expandiu sua atuação para Londres, Berlim e Dakar, além de manter parcerias em outros países, como Argentina, Espanha e China. A operação brasileira, que tem 15 profissionais e Francesco Civita como CEO, atua em parceria com a Pródigo Films desde 2016, embora as empresas e suas estruturas de produção sejam independentes. Entre os principais diretores da Iconoclast no Brasil estão Ian Ruschel (sócio da produtora), Nogari e a dupla Alaska (Marco Lafer e Gustavo Moraes). Entre os trabalhos recentes o filmes “Primeira palestra” (assista abaixo), da F/Nazca S&S para Quasar.

7ª Vetor Zero (85 pontos)
Com quase 30 anos de história, a Vetor Zero se consolidou no mercado audiovisual pelo trabalho versátil, que vai de produções em live action até animações em 3D e realidade virtual. Sob o guardachuva da Vetor Zero, também estão as unidades Vetor Filmes, especializada em live actions, e Lobo, focada em projetos de motion graphics para clientes em mercados como Estados Unidos, Europa e Ásia. A exploração de novas tecnologias e linguagens também pauta o trabalho da produtora, que conta com um braço de inovação, o VZ Lab. No casting do grupo estão diretores como Gabriel Nóbrega, Ricardo Carelli, Mateus de Paula Santos, Nando Cohen e a dupla Alton (Tiago Marcondes e Felipe Machado). Entre as produções recentes está “Ilustrações” (assista abaixo), da Leo Burnett Tailor Made para Bradesco.

8ª Hungry Man (56 pontos)
Com sedes nos Estados Unidos e no Reino Unido, a produtora está no Brasil desde 2005, quando Alex Mehedff abriu escritório no Rio de Janeiro — um ano depois, iniciou operação em São Paulo. Com 50 profissionais no País, a Hungry Man atua tanto no mercado publicitário como no entretenimento com a produção de séries, filmes e documentários. Além de Alex, tem outros quatro sócios no Brasil: o americano Bryan Buckley e os diretores brasileiros Gualter Pupo, Carlão Busato e JC Feyer. Além dos três, o casting de publicidade inclui nomes como Camila Faus, Caio Rubini, Fabio Pinheiro e Ricardo Mehedff. Entre os trabalhos mais recentes está o filme “Namoradores de produtos” (assista abaixo), da Gut para Mercado Livre, dirigido por Busato.

9ª Barry Company (44 pontos)
Em atividade desde meados de 2015, a produtora dos sócios Krysse Mello e René Sampaio combina a atuação em publicidade, música e entretenimento. Em junho, o filme “Life Print”, da Africa para Ampara Animal, dirigido pela dupla Kill The Buddha (André Chitas e pelo Vinicius Terranova), recebeu Bronze em Health and Wellness no Cannes Lions. Entre as campanhas recentes da produtora está “#FomedeMc”, da DPZ&T para McDonald’s (assista abaixo), com direção de João Papa. Também fazem parte do quadro o diretor Pedro Giomi e a dupla La Sangre (Gil Pinna e Baepi Pinna).

10ª Alice Filmes (42 pontos)
A crença no poder da imagem cinematográfica aliada ao bom storytelling norteia a equipe da Alice Filmes. A produtora é liderada pelo trio de sócios Ana Mansur, Wal Tamagno e Felipe Mansur. Juntos, combinam a experiência de mais de 20 anos de Wal como produtor executivo, o olhar de Felipe para a direção e o conhecimento de Ana em RTV — ela passou por agências como DM9DDB e Lew’Lara\TBWA. O nome da empresa, em operação desde 2015, remete à personagem de Lewis Carroll e a equipe fez um curta que representa a proposta da produtora: uma menina obcecada por imagens passa por um processo de libertação criativa em uma viagem visual. Além de Mansur, o casting da produtora tem Ale Damiani e a dupla Irmãs Fridman (Lina e Maira). O filme “Boneca” (assista abaixo), da W+K para Nike, é um dos trabalhos recentes.

Confira quem foram os eleitores responsáveis pela escolha dos melhores da área de produção e suas respectivas agências no momento do voto (de 26 a 30 de agosto de 2019)

Criativos: Adriano Alarcon (Fbiz), Álvaro Rodrigues (Fullpack), Alvin Shiguefuzi (Wunderman), André Marques (WMcCann), André Pallú (FCB), Bruno Abner (McCann Health), Claudio Lima (Cheil), Dedé Eyer (NBS), Edu Lima (W+K), Eduardo Camargo (Mutato), Fabiano Ribeiro (Propeg), Fábio Mello (Jotacom), Felipe Luchi (Lew’Lara\TBWA), Felipe Simi (Soko), Félix Del Valle (Ogilvy), Fernando Piccinini (Rino.com), Filipe Cuvero (Dentsu), Fred Siqueira (Ampfy), Guga Dias da Costa (Tech and Soul), Gustavo Bastos (Onzevinteum), Gustavo Victorino (Publicis), Hugo Barros (EscalaCity), Humberto Cunha (Santa Clara), Leonardo Corvo (Multi Solution), Luis Constantino (Oliver), Marcelo Prista (Z515), Marcio Juniot (SunsetDDB), Marcos Medeiros (CP+B), Mauro Arruda (   FCB Health), Mauro Ramalho (Cubocc), Natalia Mamede     (Today), Omar Caldas (We), Paulinho Duarte (VML), Paulo Sanna (Mestiça), Pedro Padro (F/Nazca S&S), Pernil (AlmapBBDO), Rafael Donato (David), Rafael Freire (R/GA), Rafael Pitanguy (Y&R), Renata Leão (J. Walter Thompson), Renato Jardim (Talent Marcel), Renato Simões (W+K), Renato Zandoná (AKQA), Rodolfo Sampaio (Moma), Rodrigo Tortima (Grey), Romolo Megda (BETC/Havas), Rynaldo Gondim (Heads), Sergio Mugnaini (DPZ&T), Sophie Schonburg (Africa), Vico Benevides (GTB), Wilson Mateos (Leo Burnett Tailor Made) e Zico Farina (Artplan).

Produtores / RTVs: Ana Casagrande (CP+B), Ana Ferraz (BETC/Havas), Ana Ourique (Artplan), Andrea Metzker (NBS), Andressa Zanni (Mestiça), Ângela Felicio (We), Anna Böhm (Nova/sb), Caroline Bonani (R/GA), Charles Nobili (FCB), Daniel Cecconello (Mutato), Daniela Andrade (Tech and Soul), Ducha Lopes (DPZ&T), Fabiano Beraldo (David e Ogilvy), Fabiano Proença (Heads), Felipe Belinky (Cubocc), Fernanda Moura (Leo Burnett Tailor Made), Franz Ustariz (Jotacom), Gabriella Garoti (REF+), Izabel Soares (Grey), Juliana D’Antino (Dentsu Aegis Network), Juliana Leonelli (Propeg), Kika Tancredo de Assis (VML), Larissa Kubo (Soko), Leo Alves (Tribal Worldwide), Luiza Pagliarini (Ampfy), Maisa Delgado (J. Walter Thompson), Maria Hermínia Weinstock (Talent Marcel), Marina Fridman (GTB), Michel Gubeissi (Wunderman), Nicole Godoy (Y&R), Patrícia Benetti (SunsetDDB), Patricia Gaglioni (TBWA\Brasil), Paula Santana (AKQA), Regiani Petti (W+K), Renata Sayão (Publicis), Rodolpho Donato (MullenLowe), Rodrigo Ferrari (Africa), Rodrigo Moreira (EscalaCity), Sandra Freitas (Z515), Tato Bono (WMcCann), Vera Jacinto (AlmapBBDO), Victor Alloza (F/Nazca S&S) e Viviane Guedes (Fbiz).

Imagem de topo:Jakob Owens/ Unsplash

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Barry Company

  • o2

  • Landia

  • Paranoid

  • Iconoclast

  • Stink

  • Hungry Man

  • Saigon

  • Vetor Zero

  • alice filmes

  • Audiovisual

  • pesquisa

  • Publicidade

  • Produção

  • mercado

  • Propaganda

  • filmes

  • Produtoras

  • diretores

  • Especial

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”