Propeg explica detalhes de sua entrada na WPI

Buscar

Comunicação

Publicidade

Propeg explica detalhes de sua entrada na WPI

CEO da agência, Vitor Barros analisa os benefícios de entrar para a rede de agências independentes

Renato Rogenski
21 de janeiro de 2020 - 6h00

Vitor Barros, CEO da Propeg: “Como é uma rede exclusivamente de agências independentes, a troca de experiências é muito rica”

Próxima de completar 55 anos de atuação no mercado brasileiro, onde tem escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Salvador e Recife, a Propeg entrou para a rede global de agências independentes WorldWide Partners Inc. O grupo, lançado nos Estados Unidos em 1938, conecta 70 empresas associadas em 40 países.

Diferente de holdings como WPP, Omnicom e Publicis, que tem participações e controlam as agências, redes como a WPI funcionam como um hub que promove o intercâmbio de ideias, melhores práticas e até clientes. Na entrevista jogo rápido abaixo, o CEO da Propeg, Vitor Barros e o CEO da WPI, John Harris, contaram detalhes da nova parceria.

Meio & Mensagem – Quais são efetivamente os maiores ganhos para a Propeg ao entrar em uma rede independente?
Vitor Barros – Fazer parte de uma rede de agências independentes traz, de imediato, dois grandes ganhos. O primeiro é abrir o horizonte global para as marcas que nós atendemos, uma vez que podemos agora trabalhar em conjunto com as quase 70 agências que integram a rede ao redor do mundo. E o segundo é a troca de conhecimento entre as agências da rede sobre gestão, perspectivas e crescimento do nosso negócio. Como é uma rede exclusivamente de agências independentes, a troca de experiências é muito rica tanto das agências para nós quanto pode ser de nós para as agências.

Meio & Mensagem – De que maneira esse movimento pode mexer os ponteiros do negócio, de forma efetiva, na agência?
Vitor Barros – O Brasil é o maior mercado da América Latina e nós somos a única agência da WorldWide Partners no Brasil. Ou seja, estamos aptos a trabalhar com todas as centenas de marcas atendidas por agências da WorldWide Partners ao redor do mundo que desejarem atuar no nosso país. Com a retomada da economia brasileira, acreditamos que os olhos das marcas globais se voltarão novamente para o imenso mercado consumidor que é o Brasil e isto pode gerar efetivamente novos negócios e clientes para nós, em colaboração com a WorldWide Partners.

Meio & Mensagem – Você acha que esse movimento de redes independentes tende a crescer no Brasil?
Vitor Barros – De certa forma, tudo começou independente no Brasil, não é? As grandes agências que hoje fazem parte das holdings, um dia foram independentes. Acredito que podemos viver um movimento de “back to basics”, que é valorizar a agilidade, proximidade, criatividade e boa execução que as agências independentes podem oferecer para as marcas.

Meio & Mensagem – Quais são as expectativas da rede com a entrada da Propeg?
John Harris – Sabemos que existem várias agências que criam projetos para todas as partes do Brasil, mas quantas você conhece que está presente nesses lugares? É por isso que a Propeg foi tão atraente para nós. Seus cinco escritórios em todo o país estão perfeitamente alinhados com a proposta de localização global da nossa rede e nossas principais crenças. A partir de agora, isso vai nos permitir contar uma história única e especial para qualquer marca que precise de suporte de serviços de marketing em todo o Brasil.

Meio & Mensagem – E quais são os ganhos para a rede?
John Harris – O Brasil é a 9ª maior economia do mundo, o 7º maior mercado do mundo em gastos com publicidade e o principal mercado de publicidade da América Latina. Com certeza, essa nova adição à nossa rede vai possibilitar oportunidades para nossas agências do exterior trazerem clientes para o Brasil. E, como a Propeg se posiciona como uma agência global, será capaz de fornecer o mesmo nível de localização global para clientes brasileiros que precisarem de suporte em toda a América Latina ou em qualquer parte do mundo.

Crédito da imagem de topo: reklamlar/istock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • john harris

  • Vitor Barros

  • Propeg

  • WPI

  • Agencias

  • Publicidade

  • Negócios

  • mercado

  • estratégia

  • Clientes

  • Rede

  • network

  • agencias independentes

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”