Movida apresenta posicionamento focado em experiências

Buscar

Comunicação

Publicidade

Movida apresenta posicionamento focado em experiências

Primeira campanha da MullenLowe para o anunciante traz o posicionamento "A vida não é para ficar parada. A vida é pra ser Movida"

Isabella Lessa
27 de janeiro de 2020 - 15h23

A Movida estreia seu posicionamento para 2020 com uma campanha criada pela MullenLowe. Este é o primeiro trabalho
da agência desde que conquistou o cliente em novembro de 2019, após uma concorrência que envolveu Execution, Grey, Ogilvy, SunsetDDB e Talent Marcel, que estava com a conta anteriormente.

Com a assinatura “A vida é pra ser Movida”, a empresa de aluguel de carros e venda de seminovos pretende fazer a transição de uma visão racional de anúncios de serviços para um lado mais emocional que se aproxime do cotidiano do consumidor. Segundo Charles Sperandio, CMO da Movida, o objetivo da comunicação é provocar o consumidor a se mover, mudar a direção e aproveitar os momentos da vida. “Decidimos elevar nossa capacidade de oferecer experiências, mas também de trazer mobilidade de uma forma mais conveniente”, afirma. A linguagem visual criada pela MullenLowe salienta a palavra “vida” que compõe o nome da marca, Movida, algo destacado nas peças da campanha.

Os filmes de TV trabalham alguns dos principais benefícios oferecidos pela empresa como, desconto pelo app, wi-fi/4G, diárias de 27h na devolução do veículo, aluguel mensal flex e o Programa Carbon Free. Os enredos exibem situações de pessoas que resolveram dar uma movida para longe da rotina e utilizaram os serviços da empresa para fazer uma viagem ou encontrar os amigos. Esta é a primeira vez que as três frentes de negócio da companhia – aluguel de carros, gestão de frotas e seminovos – terão o mesmo posicionamento. “Trata-se de uma campanha que desafia os clientes a viverem a vida, é uma proposta de atitude e não uma comunicação que vende produtos e serviços”, comenta André Gomes, CEO da MullenLowe.

De 2016 a 2019, a Movida cresceu 23 pontos percentuais na pesquisa Top of Mind, dobrou o tamanho da sua frota, multiplicou por dois sua receita trimestral, atingindo R$ 1 bilhão.

Publicidade

Compartilhe