Questtonó e Bolha criam app de gestão de espaço para escritórios

Buscar

Comunicação

Publicidade

Questtonó e Bolha criam app de gestão de espaço para escritórios

Consultoria de design lança a startup Where, um serviço digital para ajudar empresas a se adaptarem ao distanciamento social e modelos híbridos de trabalho

Karina Balan Julio
3 de agosto de 2020 - 7h00

(crédito: divulgação/ Questtonó)

Em seu primeiro momento, pandemia de Covid-19 acelerou a adesão do home office entre as empresas, e agora desafia aquelas que planejam a retomada a seus escritórios ou a implementação de modelos híbridos de trabalho. Apesar dos diversos protocolos de segurança e saúde aprovados pelas autoridades, pode ser um desafio manter e monitorar medidas de distanciamento nos espaços corporativos.

Pensando em ajudar empresas a reconfigurar – e ressignificar – seus escritórios, a consultoria de design e inovação Questtonó e a empresa de soluções digitais Bolha acabam de lançar a startup Where, uma plataforma digital para organização de pessoas e postos de trabalho. 

A plataforma permite às empresas visualizar e monitorar os postos vazios e ocupados no escritório, quem são os colaboradores presentes no ambiente físico, saber quais mesas foram higienizadas e checar o distanciamento entre colaboradores, por exemplo.

A plataforma pode ser customizada de acordo com as demanda de cada empresa. A ideia, a princípio,  é auxiliar empresas a cumprirem as medidas de distanciamento.

Porém, o CEO da Bolha e CTO da Questtonó,  Nagib Nassif, conta que a ideia é que plataforma seja uma solução de gestão permanente para as empresas a longo prazo, e não apenas uma solução provisória para a retomada.

“Quando vimos que esse período de ‘exceção’ ia se estender, concluímos que muitos desses novos hábitos seriam irreversíveis. Aproveitamos toda a nossa experiência em problemas de gestão similares para criar uma plataforma que pudesse estimular a ressignificação dos ambientes e até mesmo de uma cultura de trabalho a longo prazo”, explica o CTO.

O serviço é totalmente digital e pode ser acessado pelo celular ou pelo computador.  O pagamento é via assinatura mensal, além de custos adicionais de implementação dependendo do porte da empresa. Uma das primeiras a aderir o sistema foi a Dasa, focada em medicina diagnóstica. 

Redução de custos

Segundo a Questtonó, a Where pode ajudar empresas a reduzirem seu espaço físico entre 40% e 50% caso adotem o trabalho remoto parcial, ou seja, com regime de trabalho rotativo entre equipes. 

Para uma empresa com 100 funcionários, essa redução pode gerar uma economia de cerca de R$ 54 mil por mês, segundo um levantamento da consultoria que leva em conta o custo mensal dos postos de trabalho na cidade de São Paulo.

“Focamos na eficiência e otimização do trabalho para gerar mais satisfação e autonomia aos colaboradores e até uma possível redução de custos bastante significativos para as empresas”, acrescenta Nagib.

Segundo o CTO, a plataforma vai de encontro a transformações já em curso nos modelos de trabalho, e que, somadas à pandemia, devem impactar também a lógica das cidades, meios de transporte, construção e alimentação. 

A médio prazo, a Questtonó e a Bolha planejam disponibilizar versões simplificadas da Where para atender empresas menores, e também estudam parcerias com companhias de facilities e o desenvolvimento de componentes customizados. As duas empresas se fundiram no início de 2020 para unir seviços de design, inovação e tecnologia.

 

 

Publicidade

Compartilhe