Mentor Neto cria a agência Spinoff Digital

Buscar

Comunicação

Publicidade

Mentor Neto cria a agência Spinoff Digital

Após quase 30 anos na Bullet, executivo investe em operação data driven para estratégia promocional

Renato Rogenski
23 de fevereiro de 2021 - 6h00

Mentor Neto: “Não existe praticamente uma operação focada no mercado promocional que tenha essa cultura data driven” (Crédito: Arthur Nobre)

Depois de deixar a Bullet, agência onde trabalhou e foi sócio durante os últimos 29 anos, Mentor Neto lança a Spinoff Digital. O objetivo é posicionar a empresa como “a primeira agência de data driven activation do Brasil”. Na prática, a nova operação pretende combinar business intelligence e criatividade para desenvolver soluções de ativação promocional para as marcas.

O grande trunfo para tornar isso possível, segundo Neto, é usar algoritmos proprietários e uma plataforma que reúne dados de 2,5 milhões de consumidores que participaram de promoções desenvolvidas por alguns dos maiores anunciantes do País nos últimos dois anos. Por essas características, a empresa nasce com a assinatura: “Uma agência que já vem com consumidores”.

O modelo de negócio está baseado em dois formatos de entrega. O serviço mais básico utiliza a inteligência e a tecnologia da Spinoff Digital como um plug in para a mídia tradicional, conectando uma campanha já existente com a base de consumidores cadastrados na agência. Já a oferta mais robusta consiste na criação inteira de uma campanha baseada em data driven e desenvolvida a partir do viés promocional.

“A Bullet tem uma série de outras atividades e achei que, se eu montasse algo lá dentro, seria como um puxadinho” – Mentor Neto

O board do novo negócio, além de Mentor Neto como CEO, conta com Jarbas Agnelli (multimídia), que no ano passado encerrou as atividades da sua produtora ADStudio; Jaime Neto (growth hacker), chief technology officer da Itaro, um e-commerce de produtos e serviços automotivos; e Clineu Fernandes Junior (partnership), que exerce suas atividades com base em Nova York e tem passasgens anteriores por agências como Leo Burnett, Ogilvy, Euro RSCG, Loducca e JWT além de ter comandado plataformas como Guiato, AondeConvem e ShopFully.

Enquanto Jaime cuida da questão tecnológica e Jarbas da criatividade, Clineu é responsável por conectar a agência com os clientes e fornecedores. Enxuta, a operação é modular e, como conta Neto, feita para um novo mundo. Nela, todos os colaboradores trabalham de forma remota, com equipes dinâmicas e contratadas de acordo com as necessidades de cada projeto.

Em outras palavras, trata-se de um hub que combina profissionais e projetos com habilidades de algoritmo e criatividade. De acordo com o CEO, já há quatro projetos em andamento, para clientes das áreas de tecnologia, saúde, imóveis e influência. “Não existe praticamente uma operação focada no mercado promocional que tenha essa cultura data driven. A Bullet tem uma série de outras atividades e achei que, se eu montasse algo lá dentro, seria como um puxadinho. Preferi partir do zero, porque é necessário outra estrutura e outro tipo de profissionais”, analisa.

*Crédito da imagem de topo: koto feja/iStock

Publicidade

Compartilhe