WPP retoma crescimento no 1º trimestre de 2021

Buscar

Comunicação

Publicidade

WPP retoma crescimento no 1º trimestre de 2021

Holding superou as expectativas dos analistas com receita de US$ 1,3 bilhões em novos negócios


28 de abril de 2021 - 14h03

Mark Read: “forte começo de ano com retorno do crescimento em todas as linhas de negócios e na maioria dos principais mercados” (Crédito: Arthur Nobre)

Por Alexandra Jardine, do Adage

O WPP voltou a crescer no primeiro trimestre de 2021, segundo anúncio da companhia na manhã desta quarta-feira, 28. O grupo superou as expectativas dos analistas com um crescimento orgânico na receita de 1,3%. A receita like-for-like, métrica de crescimento que inclui receitas geradas por produtos com características semelhantes, cresceu em quatro dos cinco principais mercados: 0,9% no Reino Unido, 0,7% nos EUA, 2,5% na Alemanha e 18,4% na China, diminuindo apenas 0,5% na Índia.

O desempenho da companhia foi impulsionado por uma receita de US$ 1,3 bilhões em novos negócios, incluindo a conta global de criatividade da Absolut e a conta global de mídia da JP Morgan Chase. A VMLY&R conquistou a melhor performance entre as agências, como crescimento orgânico nas vendas de 2,8%.

No comunicado, Mark Read, CEO do WPP, descreveu o desempenho como um “forte começo de ano com retorno do crescimento em todas as linhas de negócios e na maioria dos principais mercados”. Apesar disso, ele acrescentou que há “incerteza sobre o ritmo de recuperação” enquanto as vacinas ainda são lançadas. O executivo também citou o lançamento da companhia de dados Choreograph. “Uma nova dimensão à proposta do WPP”, afirmou.

A declaração otimista é outro sinal encorajador para o mercado da comunicação, após o Publicis Groupe anunciar a retomada do crescimento orgânico no primeiro trimestre. Outras holdings ainda devem apresentar seus balanços. A Omnicom, no entanto, apontou um declínio de 1,8% na receita orgânica, na última semana, mas se disse otimista com o futuro.

*Tradução: Taís Farias

**Crédito da foto no topo: Oleg Magni/Pexels

Publicidade

Compartilhe