Ad Age destaca Tech and Soul no Small Agency Awards

Buscar
Publicidade

Comunicação

Ad Age destaca Tech and Soul no Small Agency Awards

Agência brasileira, que já havia conquistado Prata na área International em 2020, agora ganha Ouro na categoria Experiential e é elogiada por suas “ideias ousadas”


5 de agosto de 2021 - 16h55

Fernando Amino, Claudio Kalim e Flavio Waiteman, sócios da agência, que também conta com Claudio Gora  no quadro societário: agência é citada pela publicação como uma empresa de ideias ousadas (Crédito: Arthur Nobre)

O AdAge anuncia nesta semana os vencedores da 13ª edição do Small Agency Awards, no qual avalia anualmente a performance e os trabalhos de pequenas e médias agências de publicidade independentes de até 150 funcionários. E, entre elas, a brasileira Tech and Soul, dos sócios Flavio Waiteman, Claudio Kalim, Claudio Gora e Fernando Amino, premiada com Ouro na área Experiential. Em 2020, nesta mesma premiação, a agência havia conquistado Prata na categoria International.

Na apresentação da seleção de 2021, o Ad Age diz que a pandemia tem sido difícil para toda a indústria de publicidade, mas é ainda mais perigosa para as agências independentes, que não contam com a rede de segurança e os recursos financeiros de uma holding controladora. Daí a relevância ainda maior da lista deste ano, em que a publicação destaca as que não apenas sobreviveram, mas mostraram persistência, força e criatividade durante esse período de crise.

Segundo o AdAge, para driblar as dificuldades, as agências escolhidas se apegaram a sua cultura e ética, investiram em diversidade, foram agressivas em novos negócios e ágeis em soluções como estúdios de produção internos e programas de envolvimento dos funcionários durante a quarentena. E, apesar de algumas terem apresentado queda nas receitas, com suas ideias e estratégias foram peças fundamentais para manter os negócios dos clientes funcionando durante a pandemia.

A Tech and Soul é apresentada pelo AdAge como uma agência de “ideias ousadas”, que combina habilidades em tecnologia, dados, informação e estratégia com empatia humana, paixão, dedicação e criatividade. A publicação ressalta as conquistas de clientes importantes, como Mitsubishi, Dove e Mastercard, o fato de a agência ter dobrado sua receita de 2019 para 2020 e a previsão de avançar mais 150% em 2021, apesar da “recessão econômica especialmente extenuante em Brasil”.

No ranking Melhores Agências em Novos Negócios publicado por Meio & Mensagem em janeiro com a análise dos desempenhos de 2020, a Tech and Soul foi a terceira colocada. Na ocasião, foi ressaltado o crescimento da equipe no ano passado, de cerca de 20 para 70 funcionários, e as conquistas de Mitsubishi e Suzuki, da HPE (ex-Ampfy), e Telhanorte e Tumelero, da Saint-Gobain (ex-Ogilvy), além de outros seis novos negócios: Dotz, Klabin, Pop Saúde, a gestora de recursos Daemon Investimento, a plataforma de educação Geekie One e a plataforma de e-commerce Tray, integrante da mesma holding da Locaweb, conta já atendida pela agência. Além disso, a Tech and Soul foi escolhida pela Unilever para cuidar do projeto de lançamento das loções corporais da marca Dove, job que abriu as portas para novos trabalhos dentro da empresa. A agência também venceu a concorrência de criação para as mesas de performance do C6 Bank, que já é seu cliente.

Duas campanhas da Tech and Soul para novas contas são destacadas no especial Small Agency, do AdAge. “#AArteDeSeCuidar”, criada para Dove, foi desenvolvida para lançar a linha de loções hidratantes corporais da marca e envolveu parceria com o Museu de Arte de São Paulo (Masp) para a restauração de três obras do acervo: “Vendedora de Flores” (1947), de Djanira da Motta e Silva, “Cinco moças de Guaratinguetá” (1930), de Emiliano Di Cavalcanti, e “Autorretrato com vestido laranja” (1921), de Tarsila do Amaral. A campanha atingiu 55 milhões de pessoas por meios digitais, incluindo parcerias com influenciadores, e o vídeo recebeu mais de 10 milhões de visualizações.

Outro destaque foi a ação desenvolvida para o site de comércio eletrônico Tray para transformar em mídia as portas de lojas fechadas durante a pandemia, através de um QR Code que levava para compras em uma página desenvolvida para aquela empresa dentro do site da Tray. A campanha levou a um aumento de 92% nos negócios da marca de e-commerce.

Publicidade

Compartilhe

Veja também