Novo instituto de pesquisas raciais é criado em São Paulo

Buscar
Publicidade

Comunicação

Novo instituto de pesquisas raciais é criado em São Paulo

Empreitada de André Torretta e Maurício Pestana, DataRaça quer promover letramento racial nas empresas

Caio Fulgêncio
13 de maio de 2022 - 12h19

O Instituto DataRaça Pesquisa, Consultoria e Conhecimento foi lançado oficialmennte nesta sexta-feira, 13, pelo ativista e escritor Maurício Pestana, e pelo pesquisador e publicitário André Torretta. Além do trabalho tradicional de pesquisas quantitativas e qualitativas, a entidade nasceu com a proposta de atuar no letramento racial das empresas.

Instituto DataRaça nasceu com a proposta de promover o letramento de empresas

“Diante desse novo mundo que existe hoje, se uma empresa estiver com problemas para entender as questões e falar sobre isso, nós podemos ajudar no letramento dessas pessoas. Já temos alguns trabalhos sendo feitos e percebemos que o mercado está muito interessado nesse tipo de produto”, explicou Torretta, um dos sócios do DataRaça.

Com foco no combate ao racismo estrutural, Torretta anunciou que o instituto começou as atividades com uma importante parceria com a Revista Raça, existente no Brasil há mais de 25 anos. “Temos um volume grande de dados e informações divulgados pela revista ao longo desses anos e a ideia é transformar tudo isso em um acervo”, disse.

O DataRaça tem outra frente de coleta de informações. Por meio de antenas de comunicação, será possível coletar dados de várias partes do Brasil. “Temos o diferencial também de termos acesso a comunidades do país por meio de 1,5 mil antenas. Podemos ajudar as empresas a coletarem dados de muitos lugares”, acrescentou.

A primeira pesquisa a ser divulgada, parte de uma série trimestral, vai mostrar as percepções sobre a necessidade de inclusão racial, a fim de despertar na sociedade brasileira atitudes antirracistas.

Publicidade

Compartilhe

Veja também