Não, o Kuat não será descontinuado…

Buscar

Marketing

Publicidade

Não, o Kuat não será descontinuado…

Com o relançamento de Fanta Guaraná, a Coca-Cola passa a ter oito marcas com o sabor em seu portfólio e uma segunda com projeção nacional

Luiz Gustavo Pacete
8 de junho de 2017 - 10h33

Na tarde desta quarta-feira, 7, a Coca-Cola anunciou o relançamento de Fanta Guaraná que já havia sido comercializada no Brasil na década de 1970. Segundo a empresa, com o sabor no portfólio de Fanta, passam a existir duas marcas de guaraná com projeção nacional: Fanta e Kuat.

Ao Meio & Mensagem, a Coca-Cola esclareceu que o lançamento de Fanta Guaraná não afeta a estratégia de Kuat ou de outras marcas de guaraná do grupo que no total são oito. “Com 18 anos de história, a bebida continua firme e forte no portfólio da companhia. Era tão óbvio que a gente precisava ter um sabor guaraná, que é tão amado pelos brasileiros, estava tão na nossa cara, como a gente não fez isso antes? ”, diz Cristina Ferrari, gerente responsável por Fanta.

Fanta Guaraná já era comercializada no Paraguai e motivou uma campanha nas redes sociais intitulada de “Volta Fanta Guaraná”

Relançar Fanta Guaraná fez parte de um estudo de campo da companhia que levou a gerente de marketing, Katielle Haffner, a rodar o país durante um ano para entender a relação de cada marca de guaraná com seu contexto regional. “Viajei pelo Brasil tentando entender o que esses sabores significam em cada uma das regiões e o que os consumidores procuram em um guaraná, não somente no sabor, mas também na experiência de beber o refrigerante”, comentou Katielle no site oficial da Coca-Cola Brasil.

Oito marcas de guaraná

Além de Fanta Guaraná e Kuat, a Coca-Cola também atua com marcas regionais como Taí, Simba, Charrua, as duas versões de Tuchaua, Guaraná Jesus e Guarapan. O Tuchaua possui forte presença na região Norte. “Em Manaus, o pessoal gosta de tomar a versão escura do refrigerante de manhã, dizem que é uma bebida que dá energia. Já em Belém, no Pará, predomina a venda do guaraná Tuchaua Champ, a versão mais clara”, diz Katielle. A empresa estima a venda anual de 10 milhões de caixa da marca por ano somente em Belém (PA) e Manaus (AM).

A marca Tuchaua é forte na Região Norte

Já no Nordeste, o destaque é do Guaraná Jesus, com origem em São Luís, no Maranhão, a marca foi comprada pela Coca-Cola em 2000. “Ele se conecta com os consumidores de uma maneira emocional muito forte”, diz Katielle. Entre os regionais, há também o Charrua, do Rio Grande Sul, batizado com o nome de uma tribo indígena gaúcha. “Fomos estudando essas regionalidades, essas peculiaridades, e entendemos que temos verdadeiras fortalezas regionais”, avalia Katielle.

 

Charrúa é uma marca típica do Rio Grande do Sul

Para completar, há ainda o Taí, comercializado no Sudeste, o Simba, com “uma versão mais econômica”, vendido no Nordeste e no Sudeste, e o Guarapan, um refrigerante com maçã que é encontrado em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • kuat

  • fanta

  • cocacola

  • guarana