Marcas e carnaval: o marketing da alegria

Buscar
Publicidade

Marketing

Marcas e carnaval: o marketing da alegria

Anunciantes apostam em festas concentradas na região Nordeste e Sudeste para alcançar público da avenida, do camarote e da rua

Salvador Strano
1 de março de 2019 - 15h38

Elba Ramalho se apresenta no parque do Ibirapuera ao lado de Alceu Valência no bloco Bicho Maluco Beleza (Crédito: Marcos Credie)

Além de uma festa popular que atinge as mais diversas faixas de renda e idade, o Carnaval é uma oportunidade para marcas comunicarem seu propósito e seus produtos e serviços aos consumidores em um momento de descontração e alegria.

As principais oportunidades comerciais se concentram na região Nordeste e Sudeste, onde os carnavais tradicionais, como Recife, Olinda, Salvador e Rio de Janeiro, abrem espaço para novatos na festa, como São Paulo e Belo Horizonte.

A Festa do Galo, por exemplo traz oportunidades para que marcas conversem com o público natural de Recife e com os turistas que vão à capital brincar no maior Carnaval rua do mundo, segundo o Guinness Book. Uma das empresas que aposta há anos neste ambiente é o Bradesco, que já conta com mais de década sendo patrocinadora do evento.

Outro grande anunciante na celebração é a Jeep, que mantém um polo industrial no estado. Além da montadora, a Sorriso e a Pitú também estarão presentes.

Um pouco mais ao sul, em Salvador, a Dorflex, da Sanofi, preparou uma ação em parceria com a Publicis. Nela, a marca retirou o sílaba “dor” do nome da cidade. A antiga capital da colônia recebe, também, o apoio de marcas como Sephora e Club Social, da Mondelez. Esta última também realiza ações em Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro.

A estratégia da Mondelez envolvendo o Carnaval se expande para Trident. Com a marca, a indústria levará ações ao Camarote N1 e ao Camarote Nosso, ambos no Rio de Janeiro. No Nordeste, a festa Carvalheira também contará com a presença da marca.

A goma de mascar também se uniu à Yellow nos blocos de rua de São Paulo, onde a parceria leva 50 bicicletas personalizadas para a data. A ação, idealizada pela F/Nazca, tem criação assinada pela agência F/Nazca Saatchi & Saatchi.

Também no setor de mobilidade, mas com o foco na capital fluminense, o Cabify realiza uma campanha em que motoristas da plataforma buscam passageiros em carros alegóricos. O aplicativo patrocina, também, o Camarote Rio e o bloco Bicho Maluco Beleza (em São Paulo).

Concorrente direta, a Uber se uniu à Skol para facilitar o embarque de passageiros durante a celebração de São Paulo. Ao todo, são 25 pontos de encontro, com sinalização específica e instrutores, nos locais de maior concentração: Sé, Pinheiros, Vila Mariana, Santana, Brooklin, Lapa e Ibirapuera. A Skol, por sua vez, está presente em São Paulo, como cerveja oficial pelo terceiro ano seguido, além de Belo Horizonte, onde já está há cinco anos como parceiro oficial, assim como Salvador, Recife, Florianópolis e diversas cidades do interior. Para a comunicação durante a festa, a cervejaria tem o apoio das agências F/Nazca, Bullet e In Press.

No setor de beleza, a Avon decidiu patrocinar blocos de cunho feminista. Buscando debater temas como equidade de gêneros e quebra de estereótipos, os blocos Siga Bem Caminhoneira (SP), Pagu (SP), Vaca Profana (PE), Toco-Xona (RJ) e Mulheres Rodadas (RJ) recebem o apoio da marca. Juntos e em parceria com a rapper Rosa Luz, compuseram um “grito de resistência das mulheres no carnaval 2019”, segundo comunicado. O resultado foi a música “O Carnaval Que Elas Querem”, confira:

Já no campo das startups que realizam campanhas massivas, o iFood focou seu esforço de marketing em São Paulo, onde realiza a campanha “Que fome booa”, em referência ao hit “Coisa Boa”, da cantora Gloria Groove, que faz parte do time de influenciadores da marca. Durante a festa, o aplicativo patrocina pela primeira vez a organização oficial do carnaval de São Paulo além dos blocos Beleza Rara, Bloco do Dennis, Lua Vai e 2019 da Farofada.

Bancos caem na folia
Além do apoio do Bradesco em algumas capitais, a instituição bancária decidiu anunciar o Next – braço digital da operação – em São Paulo, com foco para a região da Faria Lima, na zona oeste da cidade, onde se concentra parte dos blocos.

O BS2, por outro lado, apoia a festa da capital mineira, além da paulistana. Em São Paulo, o bloquinho escolhido pelo BS2 foi o Não serve mestre. Em Belo Horizonte, o banco patrocinará as folias dos blocos Então brilha, Beiço do Wando, Pisa no fulô e CarnaVila, que juntos devem reunir mais de 500 mil pessoas pelas ruas da cidade, segundo a instituição.

 

*Crédito da imagem no topo: RogerioCavalheiro/iStock

Publicidade

Compartilhe

Veja também