CEO da Dell aponta o papel da reputação no marketing

Buscar

Marketing

Publicidade

CEO da Dell aponta o papel da reputação no marketing

Luis Fernando Gonçalves ressalta que foco das marcas em produtos precisa ser direcionado ao institucional

Luiz Gustavo Pacete
5 de dezembro de 2019 - 6h00

 

Luis Fernando Gonçalves: “A tecnologia, embora esteja na agenda das empresas e da sociedade há muito tempo, passou a permear, com mais velocidade, todas as camadas sociais” (Crédito: Arthur Nobre)

“O marketing do passado estava centrado em produtos e serviços. Hoje em dia, no entanto, não é possível desassociar a imagem institucional desse contexto”. Essa é a premissa de Luis Fernando Gonçalves, CEO da Dell Technology Brasil, ao defender que o propósito e a capacidade de resposta de uma marca vai além do que ela produz ou resolve.

Em partes, segundo Gonçalves, por consequência do resultado de uma transformação tecnológica que começa nas redes sociais e impõe uma espécie de “vulnerabilidade positiva” às empresas, executivos e funcionários.

“A exposição da empresa e suas marcas no ambiente digital fez com que o meu consumidor passasse a demandar uma conversa menos sobre produtos e mais sobre propósito. Neste contexto, tudo que a empresa, o presidente, o funcionário e os parceiros falam reverberam de forma mais ampla. Os dois universos em que atuamos, doméstico e corporativo, passam por transformações profundas. Outro aspecto é que as empresas estão se tornando cada vez mais hubs de serviços e soluções”, explica Gonçalves ao Meio & Mensagem.

Ainda de cordo com o executivo, um ambiente como este faz com que o cliente passe a interagir com todo o ciclo de vida do produto, “faz elogios, reclamações, dá palpite, sugestões. Isso era impensável”.

“Se você comprava um carro e tinha uma opinião ou critica daquele produto ia falar com quem? Existe um olhar muito negativo, muitas vezes, sobre as críticas e a exposição da rede social, mas ela é uma forma constante de melhorar suas soluções”, defende reforçando que o marketing é essencial porque reverbera na imagem projetada da companhia.

“A tecnologia, embora esteja na agenda das empresas e da sociedade há muito tempo, passou a permear, com mais velocidade, todas as camadas sociais. Enquanto tecnologia digital, ela deixou de ser algo somente das grandes empresas, que a utilizavam na transformação de seus serviços, e conectou a sociedade como um todo que vem adotando a tecnologia digital nas suas atividades diárias.”

Ele reforça que esse contexto se tornou uma forma de releitura do ser humano, como ele trabalha, de que maneira se comunica e se relaciona, “além dos desdobramentos que possui na forma dessas pessoas viverem”, aponta.

*Crédito da imagem ao topo: Reprodução Dell

 

Publicidade

Compartilhe