Ao investir em LoL, Mastercard olha para Geração Z

Buscar

Marketing

Publicidade

Ao investir em LoL, Mastercard olha para Geração Z

Parceira global da Riot desde 2018, marca anuncia patrocinío ao Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), um dos mais expressivos da cena gamer atualmente

Luiz Gustavo Pacete
24 de janeiro de 2020 - 6h00

A Mastercard anunciou, nesta semana, o patrocínio ao Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), torneio local de um dos maiores jogos eletrônicos da atualidade. O investimento da marca no Brasil é a extensão de uma parceria que foi anunciada globalmente em 2018. Na ocasião, Raja Rajamannar, diretor de marketing e comunicações da Mastercard, afirmou ao Meio & Mensagem que o projeto vinha sendo estudado há dois anos.

“eSports representam um fenômeno que continua a crescer em popularidade, com fãs que rivalizam com aqueles de qualquer outro grande evento esportivo em seu entusiasmo e energia”, disse o executivo de marketing da Mastercard, à época. Em relação ao Brasil, o investimento tem como foco os 66 milhões de jogadores de League of Legends (LoL), deste montante, 42% têm entre 17 e 20 anos.

Para Sarah Buchwitz, VP de Marketing e Comunicação Mastercard Brasil e Cone Sul, o incentivo ao CBLoL é uma das estratégias para se aproximar da geração Z e fazer com que a marca seja diferenciada não só entre os jogadores de LoL, mas também entre consumidores fora do mundo dos e-sports. Dentro do patrocínio estão previstas ativações em vídeo, OOH, exclusividade na pré-venda de ingressos, benefícios, experiências, meet&greet com atletas, entre outras atividades.

Sarah Buchwitz

Meio & Mensagem – De que maneira a experiência de Mastercard com a Riot globalmente inspirou o patrocínio no Brasil?
Sarah Buchwitz – Trazer esse patrocínio também para o Brasil, que é um dos principais mercados para a Mastercard, fazia muito sentido do ponto de vista de marca e de negócios. Desde que começamos essa parceria, nosso intuito foi de nos aproximarmos do público jovem. Temos um cenário muito promissor nesse sentido, já que 60% dos jogadores brasileiros têm entre 17 e 24 anos. Do ponto de vista mercadológico, conseguiremos incentivar mais transações online na modalidade cartão não-presente (“card on file”).

Quais identidades do ecossistema gamer se conectam com os valores de marca de Mastercard?
Nossa estratégia é baseada em grandes paixões, seja na gastronomia, música ou esportes. E os e-sports são exatamente sobre isso: paixão e comunidade. Para entender nossa conexão com LoL de maneira apropriada, combinamos três principais motivos pelos quais as pessoas se apaixonam pelo jogo. “Transações Significativas” consiste no porquê de você comprar algo. “Poder da Conexão” é um exemplo de aplicação do nosso lema “comece o que não tem preço”, que sempre foi sobre duas (ou mais) pessoas se unindo e compartilhando uma conexão. Por fim, “Desbloqueando o potencial” é focado em compras que resultam em impacto. Esse impacto pode ser grande ou pequeno. É algo que vai além do jogo, desempenho e tecnologia.

Quais os cuidados ao se aproximar do ecossistema gamer que possui uma dinâmica e signos muito específicos?
Como meta de marca, nosso patrocínio ao CBLoL tem o objetivo de reforçar a presença da Mastercard entre a geração Z. Tivemos o desafio de entender as características de linguagens, símbolos e costumes desses jogadores, para construir uma campanha de marketing concisa e efetiva com o nosso público alvo. Chegamos com cuidado, muito estudo e pedindo licença.

Como se dará o desdobramento desse patrocínio em ações e outras iniciativas?
Além das mídias e conteúdos nos canais da Riot e broadcasts, teremos ações de pré-venda de ingressos para portadores de cartões Mastercard, entrada especial nas partidas do campeonato, entre outras ativações. Portadores de cartões Mastercard Black e Platinum também poderão participar de experiências Priceless, como os tours guiados pelos estúdios CBLoL, tour no backstage, meet & greet com pro-players nos dias de jogo do CBLoL e acompanhar a transmissão nos estúdios.

Qual a importância de a Globo ser uma das principais parceiras de mídia da Riot e como o fato de LOL já estar no mainstream é importante para a marca?
As parcerias de mídia e o nível de conhecimento do jogo no Brasil são, certamente, dois pontos que foram levados em consideração quando estudamos trazer o patrocínio para o país, mas não foram os únicos fatores determinantes.  O CBLoL é uma grande oportunidade de endereçar várias ações e diferentes audiências de maneira regional, além de vários de nossos objetivos de negócios de maneira eficaz e localmente relevante. O CBLoL é o torneio de maior destaque no Brasil. Investimos nesse patrocínio pois acreditamos muito na sinergia entre as marcas e que o torneio integra e fortalece perfeitamente nossos ativos de e-sports.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • raja rajamannar

  • Sarah Buchwitz

  • mastercard

  • Riot

  • Inovação

  • tecnologia

  • games

  • patrocínio

  • e-sports

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”