MWC: mais marcas cancelam evento por causa do coronavírus

Buscar

Marketing

Publicidade

MWC: mais marcas cancelam evento por causa do coronavírus

A fim de garantir a saúde e segurança de funcionários e visitantes, Ericsson, Sony, Amazon e Nvidia juntam-se a empresas, como LG, ZTE e Huawei, que alterarão suas participações no evento

Victória Navarro
10 de fevereiro de 2020 - 12h23

Em decorrência da disseminação do coronavírus, Ericsson, Sony, Amazon e Nvidia não participarão mais do maior evento móvel do mundo, o Mobile World Congress (MWC). A feira, que será realizada na Fira Grand Via (Barcelona, Espanha), de 24 a 27 de fevereiro, de acordo com a GSMA, responsável pelo evento, operará sob um gasto, neste ano, de US$ 541 milhões e gerará 14 mil empregos. Segundo a organização do MWC, o evento, apesar das alterações de participação e até mesmo da desistência de algumas marcas, continuará como planejado.

Em nota oficial, a Ericcson afirmou que “reconhece que a a GSMA (associação que, além de responder pelo MWC, representa os interesses das operadoras móveis em todo o mundo) está fazendo tudo que pode para controlar o risco de contaminação no MWC. No entanto, como um dos maiores expositores, a Ericsson recebe milhares de visitantes, todos os dias, em seu stand e, mesmo que o risco seja baixo, a empresa não consegue garantir a saúde e a segurança de seus funcionários e visitantes”.

Já a Sony disse, em comunicado, que, como dá máxima importância à segurança e ao bem-estar de seus clientes, parceiros, mídia e funcionários, tomou a difícil decisão de deixar de expor e participar do Mobile World Congress. “A Sony gostaria de agradecer a todos pela compreensão e apoio contínuo durante esses tempos difíceis”, afirmou. A conferência de imprensa da marca ocorrerá no horário programado, às 8h30 de 24 de fevereiro de 2020, por vídeo.

A Amazon, por sua vez, afirmou ao site TechCrunch, que “devido ao surto e preocupações contínuas sobre o novo coronavírus, deixará de expor e participar do Mobile World Congress 2020”. E, para justificar sua saída do MWC deste ano, a multinacional de tecnologia Nvidia, em nota, disse que “dados os riscos à saúde pública em torno do coronavírus, garantir a segurança de nossos colegas, parceiros e clientes é a nossa maior preocupação”. 

     

    Quase uma dezena de marcas globais já se pronunciaram sobre o surto de coronavírus e suas participações no MWC 2020 (Crédito: Sérgio Damasceno)

    Outras companhias também alteraram o modo como participarão do Mobile World Congress. A LG, por exemplo, em vez de integrar o MWC, em Barcelona, realizará um evento separado, em um futuro próximo, para anunciar seus produtos móveis deste ano. A ZTE, por sua vez, para o evento, cancelou sua conferência de imprensa, porém, afirmou que deve continuar com o plano de apresentar soluções abrangentes e dispositivos direcionados ao 5G. E, os funcionários da Huawei, que participarão do Mobile World Congress e que são da China, ficarão em quarentena, fora do território chinês, por, pelo menos, 14 dias antes do evento.

    Segundo Börje Ekholm, presidente e CEO da Ericsson, em comunicado à imprensa, “esta não é uma decisão que tomamos de ânimo leve. Estávamos ansiosos para apresentar nossas mais recentes inovações, na MWC Barcelona”. Para mostrar o portfólio e as inovações da empresa, a Ericsson levará o conteúdo criado para o Mobile World Congress aos mercados domésticos, em eventos chamados de Ericsson Unboxed.

    MWC posiciona-se de novo
    Recentemente, a organização do Mobile World Congress publicou comunicado reforçando sua continuidade e agradecendo as medidas preventivas adotadas por parte de seus expositores. “Sabemos que o coronavírus criou perturbações, especialmente, para expositores e participantes de todo o mundo. Nossa simpatia vai para todos os afetados. Somos gratos pelas medidas preventivas adotadas por nossos expositores chineses, principalmente a ZTE e a Huawei. Hoje, a GSMA está avançando conforme o planejado e sediará o MWC Barcelona, de 24 a 27 de fevereiro de 2020. Continuamos a ser mais de 2,8 mil expositores”.

    *Crédito da foto no topo: RawPixel/Pexels

    Publicidade

    Compartilhe

    • Temas

    • börje ekholm

    • Huawei

    • zte

    • LG Electronics

    • ericcson

    • telecomunicações

    • MWC

    • Mobile World congress

    • coronavírus

    • mwc 2020

    • coronavírus e mwc

    Comente

    “Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”