Cielo quer impulsionar digitalização de negócios

Buscar

Marketing

Publicidade

Cielo quer impulsionar digitalização de negócios

Credenciadora lança plataforma que reúne produtos voltados à venda online, tendo como público potencial quatro milhões de empresas com pouca ou nenhuma presença digital

Thaís Monteiro
9 de outubro de 2020 - 6h00

Esta semana, a Cielo lançou o Cielo Digi, uma plataforma que reúne produtos e serviços digitais da empresa, desde soluções de venda até gestão de dados e cursos gratuitos sobre venda online e dos parceiros Eduka e Sebrae. O objetivo do envelopamento é reunir soluções que podem ajudar o empreendedor de diversos segmentos e empresas de diferentes portes na sua digitalização, tendo em vista que o e-commerce vem crescendo continuamente.

 

Empresa quer trabalhar na inclusão digital dos empreendimentos (Crédito: Divulgação/Cielo)

Para anunciar a plataforma, a Cielo lança uma campanha criada pela AlmapBBDO que ilustra clientes reais da marca no contexto da pandemia cuidando de seu negócio com os produtos que fazem parte da linha Cielo Digi, para mostrar os impactos do período nos negócios e como as soluções visam auxiliar nesse momento.

“Na medida em que a pandemia obrigou comerciantes a fechar as portas, muitos se viram sem alternativa por ter nenhuma ou pouca capacidade de vender online. Conforme o isolamento se consolidou, esses empreendedores precisaram se reinventar e aprender a manter seus negócios em funcionamento”, conta Simone Cesena, head de marketing da Cielo.

Para sanar as necessidades dos clientes no início das medidas de isolamento social no País, a Cielo viabilizou a plataforma de aceitação do auxílio emergencial e fez com que mais empresas usassem o Super Link, ferramenta para consumidores realizarem a compra e pagamento através de um link gerado pelo comerciante, o QR Code e o pagamento por aproximação (NFC), produtos de seu portfólio que tiveram aumento de uso durante esses últimos meses. Na perspectiva da executiva, a alta no e-commerce deve permanecer mesmo com a reabertura dos comércios pois esse modelo de compra se tornou um hábito para muitos consumidores.

A comunicação tem como público-alvo quatro milhões de empresas que têm pouca ou nenhuma presença digital e querem aumentar suas vendas via e-commerce. Ela é composta por um filme principal, de 60 segundos, e versões reduzidas para TV aberta, por assinatura e meios digitais. A campanha ainda inclui mídia digital em redes sociais como o YouTube e ações com influenciadores como Luciano Huck, Camila Farani, Geraldo Rufino e Edu Lyra.

**Crédito da imagem no topo: Ajwad Creative/iStock

Publicidade

Compartilhe