NotCo lança NotBurger, à base de plantas, no Brasil

Buscar

Marketing

Publicidade

NotCo lança NotBurger, à base de plantas, no Brasil

Feito à base de uma combinação de vegetais, hambúrguer promete replicar gosto e textura de carne de vaca

Amanda Schnaider
22 de outubro de 2020 - 6h00

Após lançar o NotBurger, hambúrguer à base de plantas, no Chile e na Argentina, a foodtech NotCo lança o hambúrguer no Brasil. Assim como todos os seus produtos, o NotBurger foi formulado pelo Giuseppe, algoritmo de inteligência artificial da startup que entende a estrutura molecular de comidas e de plantas e prevê como imitar alimentos que tradicionalmente são de origem animal. “O propósito da marca é fazer com que pessoas que tinham barreiras com esses produtos possam experimentar e saber que se pode produzir produtos plant based com as mesmas características de um produto que usualmente precisa de um animal para produzir”, comenta Flavia Buchman, CMO da NotCo.

 

O preço sugerido da embalagem com dois hambúrgueres de 100g cada é de R$ 17,99 (crédito: divulgação)

Para replicar o gosto e a textura de carne de vaca, os hambúrgueres são feitos a partir de uma combinação de ervilha, arroz, chia, cacau e bambu, entre outros vegetais. Além disso, o NotBurger utiliza 87% menos água, 89% menos energia, emite 89% menos CO2 que um hambúrguer tradicional, e cada disco de NotBurger possui 16 gramas de proteína.

Além de contar com vendas por meio do e-commerce próprio da foodtech, nesta semana, o produto da NotCo estará nas principais redes de supermercados e pontos de venda de todo o estado de São Paulo. Segundo Ciro Tourinho, general manager da NotCo no Brasil, no curto prazo a intenção da companhia é concentrar sua atuação em São Paulo, porém, no longo é expandir de forma consistente para outros estados do Brasil. “Queremos fazer isso num passo bem estruturado para conseguirmos explicar para o consumidor o que é a NotCo, qual é o nosso portfólio, que conta com maionese, leite e sorvete”, complementa.

Para divulgar o novo produto, a foodtech lançará uma campanha 100% focada no ponto de venda e no online, com ações com influenciadores. “É uma campanha voltada para o nosso principal diferencial que é, realmente, o sabor do hambúrguer muito próximo à versão de proteína animal. É uma campanha super focada em produto, fortaleza da NotCo, principalmente por toda a história de desenvolvimento deste produto”, comenta Simone Murata, diretora de marketing da NotCo no Brasil.

Expansão

Além de poder comprar o NotBurger no supermercado, os consumidores da capital paulista desde julho deste ano têm a opção de pedir pelo iFood um lanche pronto pelo Why Not by NotCo, restaurante virtual da startup, ou retirar na Green Kitchen, espécie de laboratório de inovação da marca. “Abrimos o nosso restaurante através do aplicativo, superando todas as expectativas. O que se esperava vender em um mês vendeu-se em uma semana”, afirma Ciro, reforçando que a expectativa é que em breve abram uma loja Why Not em São Paulo.

Presente no Brasil e Argentina desde 2019, a foodtech chilena tem dois focos de expansão atualmente, segundo a CMO da empresa. “Queremos ocupar mais mesas, mais cozinhas e mais dispensas, então temos expansão de categorias, vamos lançar novos produtos dentro das categorias que já temos e, para isso, temos um plano forte de expansão geográfica. Em breve, estamos chegando ao Uruguai, Paraguai, Peru e Estados Unidos”, reforça.

Em setembro, a NotCo anunciou novo investimento de US$ 85 milhões, em uma rodada liderada pelos fundos Future Positive, fundo de venture capital europeu, de Fred Blackford e Biz Stone, co-fundador do Twitter, e L-Catterton, maior investidor mundial em marcas de bens de consumo, de Ramiro Lauzan. Com o novo aporte, a NotCo soma um total de US$ 118 milhões em captações e traz novos nomes globais para a sua lista de investidores, que também inclui Bezos Expedition (de Jeff Bezos), General Catalyst, IndieBio, Maya Capital, The Craftory, Humboldt Capital e Kaszek Ventures, a venture capital líder na América Latina.

**Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe