Google anuncia centro de engenharia e novo escritório no Brasil 

Buscar
Publicidade

Marketing

Google anuncia centro de engenharia e novo escritório no Brasil 

Expansão está vinculada ao investimento de R$ 1,6 bilhão realizado nos últimos 5 anos e visa capacitar a mão de obra brasileira

Carolina Huertas
14 de junho de 2022 - 17h20

Novo centro de engenharia no IPT (Crédito: Divulgação)


Nesta terça-feira, 14, o Google anunciou um novo Centro de Engenharia e um escritório de Google Cloud, ambos em São Paulo.  O avanço da atuação da empresa na região está ligada ao investimento de R$ 1,6 bilhão em infraestrutura no Brasil, que está sendo realizado desde 2017.
 

“O Brasil é reconhecido mundialmente como um celeiro de bons engenheiros e de inovação. Por isso, dada a relevância do trabalho de engenharia feito aqui, e do potencial para o seu desenvolvimento, nós queremos investir ainda mais”, revela Eduardo Tejada, diretor-sênior de Engenharia do Google. 

A companhia já possui uma sede de engenharia em Belo Horizonte desde 2006. O novo Centro de Engenharia será o segundo escritório de engenharia da empresa no Brasil e na América Latina, terá capacidade para até 400 pessoas e será localizado no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). No novo espaço, os profissionais desenvolverão soluções para setores estratégicos da empresa, como privacidade e segurança on-line, em nível global. Num primeiro momento, o espaço terá uma frente de trabalho de soluções e recursos de segurança no ambiente digital. 

“A privacidade e segurança on-line das pessoas sempre foram prioridades do Google e entendemos que, em um ambiente dinâmico global em que nossos produtos são usados por pessoas de diferentes origens e culturas, é importante ter um grupo diversificado de engenheiros desenvolvendo soluções. Quando pensamos que o Brasil e a América Latina são um dos nossos principais mercados, faz todo o sentido ter engenheiros locais cuidando também da segurança”, explica Tejada.  

Já o escritório de Google Cloud, terá sede no edifício Corporate Towers, na avenida Juscelino Kubitschek e tem sua inauguração prevista para 2023. O projeto está vinculado ao investimento de R$ 1,6 bilhão foi destinado a infraestrutura técnica do departamento no Brasil. Nos últimos cinco anos, a partir da Cloud Region de São Paulo, inaugurada em 2017, e da construção dos cabos submarinos Júnior, que vai do Rio de Janeiro a São Paulo; Tannat, de Santos a Maldonado, no Uruguai; e Monet, de Boca Raton, na Flórida, a Santos, passando por Fortaleza. 

Tecnologia e aprendizado  

As novidades do Capacita+, hub de aprendizado online de Google Cloud, contam com novas trilhas como aprendizagem em habilidades básicas de TI, dados e infraestrutura de nuvem. Nela, os alunos tem acesso a 24 laboratórios online gratuitos onde podem ter contato com diferentes soluções do Google Cloud. Concluindo os conteúdos em 30 dias, o aluno recebe um selo de reconhecimento das habilidades específicas trabalhadas. Além de TI, o programa também conta agora com novas plataformas como o Primer, uma plataforma de ensino em marketing digital e o Grasshopper, um app de ensino em programação para iniciantes.  

O Google revelou no evento também seus últimos números referentes ao compromisso com a educação brasileira. Nos últimos 18 meses, a empresa formou 10 mil pessoas capacitadas por meio de cursos e jornadas de aprendizado e firmou parceria com 130 universidades oferecendo conteúdos sobre tecnologia e computação em nuvem. 

Investimento em diferentes áreas 

Os executivos também anunciaram seus novos investimentos e incentivos a áreas que visam o desenvolvimento do Brasil como um todo, com foco na inclusão, treinamento e desenvolvimento profissional de jovens, mulheres e pessoas com deficiência visual.

A empresa irá doar, até 2026, 500 mil bolsas de estudo de cursos criado pelo Google para jovens, sendo 30 mil delas distribuídas a estudantes da rede do Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE, e duas mil exclusivamente para pessoas trans. Com cerca de 800 horas de aulas, os conteúdos serão hospedados na plataforma de educação da Coursera e contam com certificação.

Com foco no empreendedorismo feminino, o Google anunciou a doação de 10 milhões ao IRME para capacitar 200 mil mulheres pelo programa Ela Pode.

Já com relação ao empreendedorismo negro, Google for Startups Brasil lançou um programa para oferecer ajuda de custo para pessoas negras que desejam iniciar uma carreira em desenvolvimento de software, em parceria com o Instituto Vamo que Vamo.A meta da iniciativa é formar 200 desenvolvedores negros de baixa renda e auxiliá-los no primeiro ano de carreira. Os interessados devem se inscrever no processo seletivo da escola Trybe e ao serem aprovadas,  poderão se candidatar à ajuda de custo.

Publicidade

Compartilhe

Veja também