Mídias sociais têm queda de confiança

Buscar

Mídia

Publicidade

Mídias sociais têm queda de confiança

Enquanto mídia global apresenta crescimento, segundo estudo da Edelman


1 de fevereiro de 2016 - 12h03

A confiança no conteúdo publicado nas mídias sociais caiu de 45% em 2015 para 44% este ano, segundo estudo desenvolvido pela Edelman.

Esta, no entanto, foi a única faixa que teve recuo entre as 33 mil pessoas, de 28 países, consultadas para o levantamento. A confiança na mídia cresceu globalmente de 45%, no ano passado, para 47% em 2016. No Brasil, o aumento foi de 51% para 54%.

O levantamento Trust Barometer, publicado pela Folha de S.Paulo nesta segunda-feira 1º de fevereiro, também mostra que a confiança em ferramentas de busca, como o Google, aumentou, de 62% para 63%. Na mídia online, 8%. Na considerada tradicional, o acréscimo foi de 57% para 58% entre os anos.

O estudo revelou ainda que a taxa de confiança em ONGs, empresas, mídia e governo cresceu e está em seu nível mais elevado, desde a Grande Recessão, em 2008-2009.

Há, pórem, uma disparidade entre os índices obtidos com os entrevistados de alta e baixa renda, que concentra percentuais menores de confiança nas quatro instituições. Estados Unidos (31%), França (29%) e Brasil (26%) são os países com maior diferença no quesito confiança entre as classes.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”