Final da Taça Rio bate recorde global no YouTube

Buscar

Mídia

Publicidade

Final da Taça Rio bate recorde global no YouTube

Após diversas polêmicas acerca da transmissão, jogo veiculado no canal do Fluminense angaria o título de live com mais acessos simultâneos da história da plataforma

Bárbara Sacchitiello
9 de julho de 2020 - 11h25

Fluminense recebe o troféu de campeão da Taça Rio, em transmissão da Flu TV (Crédito: Reprodução)

Cercada de polêmicas e indefinições acerca de sua transmissão, a final da Taça Rio, disputada entre Fluminense e Flamengo na noite dessa quarta-feira, 8, se tornou a live mais assistida da história do YouTube no mundo. A vitória do Fluminense, nos pênaltis, teve pico de 3,597 milhões de acessos simultâneos na Flu TV, canal oficial do clube que transmitiu a partida.

Até então, o recorde de evento ao vivo mais assistido do YouTube pertencia à cantora Marília Mendonça, que atraiu mais de 3,3 milhões de acessos simultâneos à apresentação realizada de sua casa, em abril. O YouTube ainda não confirmou, globalmente, a final da Taça Rio como o novo recorde de exibições ao vivo, mas já admite que o pico de visualizações simultâneas é superior ao da cantora.

Se ao longo da pandemia as lives sertanejas foram recordistas de público, a etapa final do Campeonato Carioca mostrou que as transmissões esportivas também têm o poder de concentrar uma expressiva audiência no YouTube. Antes desse recorde batido pela Flu TV na transmissão da final da Taça Rio, era o Flamengo que celebrava o título de maior live esportiva da história do YouTube com a transmissão do jogo contra o Boavista, no último dia 1º, pela Fla TV. Na ocasião, mais de 2,2 milhões de pessoas chegaram a acompanhar a partida simultaneamente.

A transmissão da Flu TV contou com o patrocínio da Brahma, Estácio, Petz, TIM, Doce Rio, Umbro e Sika.

Nova configuração dos direitos de transmissão
Essas exibições dos jogos do Campeonato Carioca no Youtube foram possíveis pela publicação de uma Medida Provisória que alterou a lei vigente para a transmissão de campeonatos de futebol no Brasil. Publicada em 18 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro, a MP concedeu ao time mandante de cada partida a possibilidade de negociar os direitos de transmissão unilateralmente. Até então, para exibir um jogo, era necessário que a emissora ou veículo de comunicação tivessem um acordo firmado com as duas equipes em campo.

A MP gerou uma grande briga judicial entre o Flamengo e a Globo. O time rubro-negro era o único, entre os disputantes do Campeonato Carioca, que não havia formalizado um acordo de transmissão com a emissora para o Estadual de 2020. Quando o torneio foi retomado, nas últimas semanas, o clube interpretou que a nova MP lhe permitia, então, negociar os direitos de transmissão livremente e transmitir os jogos na plataforma própria. A Globo entrou na Justiça alegando que, embora não tivesse firmado um acordo com o Flamengo, ainda era a detentora dos direitos de transmissão dos demais times do Campeonato e que tal acordo foi firmado antes da publicação da MP e que, portanto, deveria ser respeitado.

Após o Flamengo ter exibido a partida contra o Boavista pela Fla TV, a emissora interpretou o ato como quebra de acordo e informou, na sexta-feira passada, 3, que rescindiu seu contrato com a Federação Esportiva do Rio de Janeiro, não exibindo mais o Campeonato Carioca. Uma liminar judicial, no entanto, acabou obrigando a Globo a exibir a semifinal entre Botafogo e Fluminese no último domingo, 5. No início da semana, a liminar foi derrubada na justiça e liberou a emissora da transmissão do jogo dessa quarta-feira, 8.

Com o Fluminense campeão da Taça Rio, o Campeonato Carioca será decidido em duas novas partidas disputadss contra o Flamengo, campeão da Taça Guanabara (o primeiro turno do campeonato). O primeiro jogo, a mando do Fluminense, está marcado para sábado, 12, às 16h, e o confronto final será no dia 15, quarta-feira, com mando do Flamengo. Se repetirem as estratégias anteriores, cada um dos clubes deverá exibir o jogo em seu respectivo canal no YouTube.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Globo

  • Flamengo

  • fluminense

  • TV aberta

  • internet

  • digital

  • Negócios

  • futebol

  • Esportes

  • pós-digital

  • campeonato

  • transmissão

  • Campeonato Carioca

  • Direitos

  • pandemia

  • fla tv

  • Taça guanabara

  • flu tv