Band fecha com Claro e negocia outras cotas da F1

Buscar

Mídia

Publicidade

Band fecha com Claro e negocia outras cotas da F1

Operadora de telefonia será uma das cotistas da transmissão que envolve TV aberta, TV paga, rádio e plataformas digitais do grupo

Bárbara Sacchitiello
4 de março de 2021 - 18h58

Denis Gavazzi diretor de esportes da Band, o narrador Sergio Mauricio, e os comentaristas Reginaldo Leme, Felipe Giaffone, Max Wilson falam sobre a transmissão da Fórmula 1 em evento ancorado pela apresentadora Glenda Kozlowski (Crédito: Rafael Cusato/Band)

A temporada de 2021 da Fórmula 1 já tem o primeiro patrocinador garantido na Band. A Claro fechou um acordo com a emissora e estará presente nas transmissões, que terão início em março.

Em uma coletiva virtual realizada nesta quinta-feira, 4, a Band apresentou a equipe de narradores e comentaristas da Fórmula 1 e também falou da expectativa de voltar a ter a competição automobilística em sua grade de programação, mais de quatro décadas depois (a emissora exibiu a Fórmula 1 em 1980 e, no ano seguinte, a competição para a Globo, onde permaneceu por 40 anos).

Do ponto de vista comercial, a possibilidade de comercializar um produto considerado de alto nível em termos de valor de mercado anima as expectativas da Band. “Temos a chance de fazer um evento mais tecnológico e atual e multiplataforma, já que a Fórmula 1 será transmitida em todo o nosso grupo, na TV aberta, paga, rádios e plataformas digitais. Essa aquisição contribui, como um todo, para a valorização do pilar esportivo da Band”, comenta Cris Moreira, diretor comercial nacional da Band, em conversa com o Meio & Mensagem.

A emissora já apresentou a primeira parceria comercial da F1: a operadora Claro comprou a primeira cota de patrocínio e irá atrelar sua marca às transmissões e a todo o conteúdo relacionado à categoria. A ideia, segundo o executivo comercial, é criar soluções publicitárias multiplataforma e customizadas, fazendo com que o anunciante explore a cobertura e a presença da Fórmula 1 na grade de todos os veículos do grupo. “Temos formatos tradicionais e outras soluções que estamos desenvolvendo junto com a Fórmula 1 para fazer com que os anunciantes tenham uma experiência interessante do ponto de vista do esporte”.

O plano comercial da Band envolve um total de 6 cotas de patrocínio máster nacionais além de cotas locais. Segundo Moreira, outras duas negociações estão bastante avançadas e devem ser concluídas em breve. No momento, o grupo concentrou as conversas com os parceiros globais da categoria, que tem prioridade na negociação das cotas. Como não há, entre eles, uma marca do segmento de telefonia, já houve o acerto com a Claro.

Uma das estratégias em que a Band aposta para atrair o interesse dos anunciantes, além do próprio valor do produto, é o espaço que conteúdo da F1 ocupará na grade. Moreira diz que a todas as emissoras da Band estão fazendo um amplo trabalho para manter o assunto aquecido ao longo de todas as semanas e não apenas nos momentos das provas. Para as transmissões, a Band estruturou uma equipe formada pelo narrador Sergio Mauricio, pelos comentaristas Reginaldo Leme, Felipe Giaffone e Max Wilson e pela jornalista Mariana Becker

Publicidade

Compartilhe