Marcas crescem mais que influenciadores no Instagram

Buscar
Publicidade

Mídia

Marcas crescem mais que influenciadores no Instagram

Estudo realizado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital da Faap, em parceria com a Emplifi, aponta resultados do primeiro trimestre de 2021

Taís Farias
31 de maio de 2022 - 6h00

Desde 2014, o Núcleo de Inovação em Mídia Digital da Faap desenvolve o estudo Mídias Sociais 360°, que avalia as movimentações do público, marcas e influenciadores nas principais redes. No entanto, em 2022, a iniciativa passou por uma reformulação a começar pela sua parceira. A Socialbakers, que realizava o estudo em parceria com a Faap, foi comprada pela Astute Solutions e, em junho do ano passado, se tornou Emplifi.

 

Seguidores em páginas do Facebook diminuíram, em todos os setores (Crédito: Rawpixel/Unsplash)

A mudança de marca simboliza a junção das duas empresas. Com isso, a Emplifi assumiu a parceria com o Núcleo de Inovação em Mídia Digital para elaboração do estudo e passa a ceder a sua base de perfis cadastrados na plataforma de experiência do cliente para serem analisados na pesquisa.

Os perfis monitorados pela Emplifi são divididos em oito categorias: marcas, comunidades (relacionada a nichos temáticos, como geek, diversidade etc.), influenciadores, esporte, mídia, entretenimento, sociedade (abrange assuntos políticos) e locais (páginas de estabelecimentos comerciais). Confira alguns dos resultados encontrados no primeiro trimestre de 2022:

Facebook

O número de seguidores em páginas do Facebook apresentou queda, em todos os segmentos avaliados, na comparação com o trimestre anterior. As categorias mais afetadas foram as de Comunidades e Entretenimento com menos 0,28% e 0,26%, respectivamente. Apesar da queda, a pesquisa destaca que os números continuam relevantes, especialmente, para influenciadores. Foram registradas cerca de 21 mil interações nas páginas das celebridades e criadores de conteúdo. Em média, esse grupo publica conteúdos no Facebook duas vezes por semana.

Ainda que os vídeos tenham ganhado força em outras redes, no Facebook, as fotos ainda são o formato favorito, seja para influenciadores ou marcas, aponta o estudo. O engajamento cresce ainda mais quando associado a links. No entanto, apenas 4,6% dos conteúdos postados pelas empresas são nesse formato. Outro destaque do primeiro trimestre na rede foi a diminuição dos impulsionamentos de posts. No total, as marcas investiram em 8,59% de suas postagens. No trimestre passado, 10,6% do conteúdo era impulsionado.

Instagram

Já no Instagram, as marcas registraram um crescimento no número de fãs maior que o dos influenciadores. Entre janeiro e março, as marcas avançaram 2,33% contra 1,71% dos influenciadores. Em contrapartida, o nível de engajamento conquistado pelos influenciadores na plataforma ainda é notadamente maior que o das marcas. O estudo também compilou as 20 hashtags mais usadas pelos perfis no período, com destaque para datas como o Dia da Mulher. Confira:

 

(Crédito: NiMDFAAP/Emplifi/arte MM )

Publicidade

Compartilhe

Veja também