Black Friday 2023: preço ainda é o principal fator nas compras

Buscar

Black Friday 2023: preço ainda é o principal fator nas compras

Buscar
Publicidade

Marketing

Black Friday 2023: preço ainda é o principal fator nas compras

Pesquisa encomendada pelo Google aponta, ainda, que roupas e acessórios são os segmentos que mais despertam o interesse dos brasileiros na data de ofertas


29 de setembro de 2023 - 6h00

O público está disposto a fazer compras na Black Friday deste ano. É o que revela a pesquisa encomendada pelo Google à Offerwise, que ouviu 1800 brasileiros, usuários de internet, para mapear seu comportamento na data especial de ofertas.

Black Friday preço

(Crédito: Adobe Stock)

Segundo a pesquisa, duas em cada três pessoas pretende fazer compras na próxima Black Friday. Para esse público, o preço dos itens buscados é fator determinante para definir se a compra será ou não realizada.

Quando questionados a respeito dos fatores que levam em conta na hora de comprar na Black Friday, o preço baixo é o quesito mais citado, sendo o fator primordial para 24% dos entrevistados.

Em seguida, com 12% de citações cada, aparecem a qualidade dos produtos e a confiabilidade daquela loja, site ou aplicativo. Na mesma pesquisa encomendada pelo Google, no ano passado, a qualidade figurava como quarto critério para as compras na data enquanto a confiabilidade aparecia na quinta posição.

Agora, após preço baixo, qualidade e confiabilidade, os brasileiros se preocupam com o custo do frete (citado como quesito principal por 7% dos entrevistados), seguido do tempo de entrega (6%).

Em comunicado, Gleidys Salvanha, diretora de negócios para o varejo no Google Brasil, disse que a confiança dos brasileiros está no maior nível desde antes da pandemia. “O brasileiro está mais otimista e essa notícia abre as portas para as muitas oportunidades que o varejo terá na Black Friday”, acredita.

Quais produtos as pessoas querem comprar na Black Friday?

A pesquisa perguntou quais categorias de produtos as pessoas querem comprar no período da Black Friday. Roupas e Acessórios lideram a lista, com 46% das intenções de compras. No ano passado, o setor também figurava em primeiro lugar, porém com intenção de compra um pouco inferior (38%).

Após roupas e acessórios, as pessoas também prometem ir atrás de itens de beleza e perfumaria. O segmento teve um crescimento de 18 pontos percentuais na intenção de compra em comparação com a pesquisa de 2022, ficando, agora, com 41% das intenções de aquisições para a data.

Em seguida, entre os setores citados pelos entrevistados, aparecem Calçados (38%), Eletrodomésticos (35%), Celulares (35%), Eletroportáteis (32%), Roupas e Calçados Esportivos (31%), Computadores, Tablets e Periféricos (26%), Móveis (24%), TV (23%), Alimentos (23%), Decoração e Utilidades Domésticas (23%), Livros e Papelaria (17%), Brinquedos (16%), Equipamentos de Áudio e Vídeo (15%), Games, Consoles e Jogos (15%), Bebidas (12%), Artigos para Animais de Estimação (11%), Fraldas e Itens de Bebê (10%) e Artigos Esportivos (9%).

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Pixbet e Flamengo ampliam contrato com valor recorde

    Pixbet e Flamengo ampliam contrato com valor recorde

    Novo contrato poderá render R$ 470 milhões até o final de 2027, o que representa o maior contrato de patrocínio da história do time

  • L’Oréal Paris leva pautas sobre equidade para Cannes

    L’Oréal Paris leva pautas sobre equidade para Cannes

    Como esforço de marketing para construção de marca, o grupo L'Oréal tem reforçado seu interesse em pautas sobre diversidade, feminismo e gênero