Patrocinadora máster do Corinthians, VaideBet rescinde contrato

Buscar

Patrocinadora máster do Corinthians, VaideBet rescinde contrato

Buscar
Publicidade

Marketing

Patrocinadora máster do Corinthians, VaideBet rescinde contrato

Decisão da marca foi tomada após denúncias de possível existência de uma empresa intermediária; clube lamentou a decisão


7 de junho de 2024 - 11h10

VaideBet Corinthians

(Crédito: Reprodução)

Atualizada às 12h18

A empresa de apostas VaideBet anunciou nesta sexta-feira, 7, a rescisão do contrato com o Sport Club Corinthians Paulista.

Em janeiro, a marca anunciou um contrato de patrocínio máster com o clube no valor de R$ 370 milhões, até então, o maior da história do futebol brasileiro, que abrangeria um período de três anos.

A companhia informou que exerceu a rescisão de contrato por não ter recebido esclarecimentos suficientes a respeito de “suspeitas levantadas”. “Diante das explicações apresentadas sem nenhuma resolutividade, a VaideBet lamentavelmente se vê obrigada a tomar tal atitude”, diz a VaideBet, em nota.

As suspeitas a que a empresa se refere foram reveladas pelo jornalista Juca Kfouri, do UOL, em reportagem publicada no dia 20 de maio, que apontou a existência de uma empresa intermediária no pagamento entre a patrocinadora e o clube. O caso está sob investigação da Polícia Cívil.

Após a denúncia, a VaideBet enviou notificação ao Corinthians solicitando esclarecimentos a respeito das informações em um prazo de dez dias. Nessa quinta-feira, 6, o clube publicou uma nota oficial comunicando que prestou todas os esclarecimentos à patrocinadora.

“Dentre o informado, o Corinthians mais uma vez reafirmou seu compromisso contra qualquer prática ilegal, e explicitou que segue colaborando com todas as autoridades nas investigações relacionadas a terceiros.”, declarou o clube.

Ao rescindir o contrato, porém, a VaideBet diz que somente a dúvida teve peso suficiente para que a empresa optasse pelo encerramento da parceria.

“A marca avalia que não se pode manter a parceria enquanto pairar sobre o acordo qualquer suspeita em relação a condutas que fujam à conformidade com a ética e os preceitos legais. Só a dúvida, no crivo ético da marca, já é suficiente para determinar a rescisão – que foi exercida pela VaideBet suscitando cláusulas do contrato que protegem direitos da marca nessa decisão.”

Por fim, a marca diz que “lamenta pelo fim de uma parceria que deveria ter durado no mínimo três anos e agradece, pelo carinho e pelo respeito, à imensa e apaixonada torcida do Corinthians, que diariamente sustenta a história e os valores da instituição.”

A resposta do Corinthians

Em comunicado publicado em suas redes sociais, o Corinthians confirmou a rescisão do contrato por parte da patrocinadora. “Em decorrência das instabilidades recentes, provocadas por acusações que seguem em investigação, a empresa preferiu rescindir o acordo que havia firmado com o clube até o fim de 2026.”

Na sequência, o clube diz que lamenta que o parceiro comercial tenha encerrado on acordo e diz que a parceria beneficou a VaideBet “a ponto de sair de uma casa de apostas desconhecida para a segunda colocação no setor em apenas cinco meses”, sem que houvesse conclusão das investigações relacionadas ao intermediário da negociação.

O Corinthians finaliza o comunicado destacando que é o principal interessado em resolver a questão citada e elucidar os fatos.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Spaten planeja segunda edição do Fight Night para 2025

    Spaten planeja segunda edição do Fight Night para 2025

    Evento, que marcou a despedida de Anderson Silva das lutas no Brasil, deve acontecer no próximo ano, com outros atletas e atrações

  • Vivo e Auren criam joint-venture no setor de energia

    Vivo e Auren criam joint-venture no setor de energia

    GUD Energia oferecerá, nessa primeira fase, serviços e consultoria à indústrias, comércios e empresas de serviços