Por que marcas nomeiam celebridades como executivos?

Buscar

Por que marcas nomeiam celebridades como executivos?

Buscar
Publicidade

Marketing

Por que marcas nomeiam celebridades como executivos?

Muito além de gerar awareness, artistas têm funções, metas e devem gerar insights criativos e de negócios

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


26 de novembro de 2020 - 6h00

Em setembro de 2019, a Skol Beats anunciou Anitta como sua nova head de criatividade e inovação. O que, a princípio, poderia parecer uma ação de marketing, revelou-se uma relação duradoura. Em outubro, por exemplo, a Skol Beats lançou uma linha inspirada nos signos do Zoodíaco assinada por Anitta. A cantora também assina outros produtos da marca. Mais recentemente, esse movimento de marcas nomearem celebridades para ocupar cargos em seu time ganhou força com Iza assumindo a direção criativa da Olympikus e Marina Ruy Barbosa entrando na como diretora de moda da ZZ Mall, marketplace do Grupo Arezzo&Co.

 

(Crédito: Reprodução/Skol Beats/Olympikus/Arezzo&Co.)

Mas qual é o motivo por trás de tais nomeações? Para Maurício Bastos, diretor executivo de transformação digital da Arezzo&Co, é confiança. De acordo com o executivo, o grupo tem uma relação antiga com Marina Ruy Barbosa, que inclui participação em campanhas e apoio a ONGs mútuas. E, portanto, o convite surgiu a partir da sinergia entre ambos sobre moda, mercado e visão de mundo e também baseada na experiência que ela adquiriu ao longo dos anos, principalmente pelo trabalho de gestão de carreira.

Apesar de ocupar o cargo por um tempo pré-determinado, sujeito a alterações conforme o cumprimento de metas e resultados, a função da atriz na companhia tem um papel estratégico. Barbosa terá, entre suas funções, de fazer a gestão do do posicionamento da marca ZZ Mall, a curadoria das marcas para a plataforma, manter um diálogo com vendedores e apontar oportunidades, desenvolver um calendário e direcionamentos da comunicação, desenvolver conteúdo e pautas, estratégias de marketing de influência, de social mídia, dirigir roteiros e campanhas, fazer o direcionamentos de merchandising e visual merchandising e alinhamento das evoluções do planejamento estratégico da marca com a equipe do ZZ Mall.

A Arezzo&Co. ainda considera que os valores de pluralidade ao abraçar todas as tribos e DNA explorador, mas sem abrir mão do conforto e bem-estar da nova marca se encaixam com a pessoa de Marina Ruy Barbosa. “O olhar criativo da Marina, com certeza, será um dos diferenciais para a posição. Por ter começado a carreira muito cedo, como atriz, ela desevolveu uma relação muito próxima com o público ao longo de todos esses anos. Esse olhar mais apurado será um diferencial para entender o que funciona em termos de comunicação e tom de voz. O ZZ MALL é uma plataforma que nasceu no ambiente digital e minha trajetória dentro desse universo pode contribuir para a construção do posicionamento de marca do grupo”, explica Bastos.

Para a Olympikus, ter Iza como diretora criativa é uma forma de trazer maior brasilidade para sua comunicação e desenvolvimento de produtos para o público local. Segundo Marcio Callage, CMO da companhia, Iza traz uma visão “sofisticada e artística” às campanhas a partir de agora. Conforme a marca publicou em suas redes sociais, ambas carregam a qualidade de apostar em novos sonhos e enxergar novas possibilidades.

Atualmente, a cantora trabalha no lançamento de dois novos modelos dos tênis CS1 e OLY 001, mas tem no planejamento uma coleção para 2021 que mistura peças para a prática de atividades física e para o dia-a-dia, privilegiando o conforto. Iza também protagoniza campanhas.

Há mais de um ano, a escolha da Skol Beats por Anitta como head de criatividade e inovação se deu por acreditar que Anitta, além de ser garota-propaganda, poderia ajudar a marca a se comunicar ainda melhor com seu público. No papel, Anitta participa dos processos de planejamento e criação de novos produtos, estratégias de marketing, campanhas, divulgações e, inclusive, tem participação nos resultados.

De acordo com Gabriela Gallo, gerente de marketing da Skol Beats, neste um ano e dois meses, Anitta já pôde consolidar uma nova ponte com os consumidores, até por seu poder se comunicar com diversos brasileiros — e trouxe um modelo de negócio mais criativo, cocriativo e colaborativo. A marca não revela o tempo de contrato por questões contratuais.

“Skol Beats é guiada pela inovação e tenta sempre surpreender seus consumidores com novos sabores, sensações e experiências. E a Anitta tem tudo a ver com a marca – é jovem, é da festa, autêntica, quebra barreiras e ama BEATS. Por isso, achamos tão valioso tê-la com conosco. Além disso, seu talento já rompeu muitas barreiras e fronteiras. Hoje, ela é um ícone de empreendedorismo e traz para Beats toda a sua ousadia”, justifica Gabriela Gallo, gerente de Marketing de Skol Beats.

Resultados de marketing
Apesar de os executivos reiterarem que não se trata de uma mera ação de marketing, Arezzo&Co. e Skol Beats reportam que a nomeação das celebridades gerou buzz e resultados de percepção de marca.

De acordo com Bastos, da Arezzo&Co., a repercussão foi forte nas redes sociais. No entanto, isso também serve de alerta para um desenvolvimento estruturado do posicionamento da marca já que Marina é uma celebridade forte e no digital os diálogos podem ser “sensíveis, imediatos e intensos”, define o executivo.

Gabriela Gallo cita que os a parceria envolve ganhos de construção de marca, como geração de awareness através de seu canal de comunicação, que é mais próximo do consumidor e humano.

**Crédito da imagem no topo: Ajwad Creative/iStock

Publicidade

Compartilhe

Veja também