São Paulo recebe primeira Casa Reserva

Buscar

São Paulo recebe primeira Casa Reserva

Buscar
Publicidade

Marketing

São Paulo recebe primeira Casa Reserva

Espaço, aberto no Morumbi Shopping, reúne as principais marcas da Ar&Co e visa oferecer uma experiência completa aos consumidores do grupo, que pretende ampliar a representatividade da marca feminina Reversa


21 de março de 2024 - 11h57

Casa Reserva

(Crédito: Divulgação)

Nesta semana, o Morumbi Shopping recebeu um evento que oficializou a abertura da primeira Casa Reserva, um espaço em que todas as marcas da Ar&Co estarão reunidas: Reserva, Reserva Mini, Reserva Go e Reversa.

O espaço de 250 metros quadrados possui uma estação para personalização de roupas e acessórios, além de ajustes de roupas, uma vez que há uma oficina no segundo andar. A loja também privilegia, logo na entrada, a marca feminina do grupo, a Reversa, que substituiu a Eva, primeira experiência do Grupo Reserva com a moda feminina.

Anny Meisler, esposa de um dos fundadores da grife carioca Reserva – Rony Meisler – e a pessoa à frente da Reversa, mostra entusiasmo com a nova fase da marca feminina: “Chegou a vez das mulheres!”, disse ao apresentar a marca no evento.

Segundo Anny, todos os consumidores sempre elogiaram a experiência de compras na Reserva e com o crescente protagonismo feminino aumentou também o questionamento sobre o porquê não ter a mesma força com o portfólio feminino: “Não fazia sentido não ter essa marca para o grupo. A Eva não era a Reserva, se você parar para pensar. Era uma marca linda, mas não tinha todo esse lifestyle e perfil da Reserva e a Reversa deveria ser mesmo a cara-metade de uma marca que deu tão certo”.

A primeira loja da Reversa foi aberta em setembro de 2022. A executiva afirma que muito da marca, que tem um espírito contemporâneo, foi construído por meio da escuta ativa de mulheres que queriam o mesmo emocional da Reserva no feminino (opiniões compartilhadas, segundo ela, até em comentários no e-commerce). “É muito mais sobre comportamento do que sobre produto, que vem depois. É uma marca para todo mundo, que você pode sair de manhã para trabalhar confortável, sentar no final do dia com os filhos e o marido e se quiser colocar um acessório e sair à noite funciona muito bem também”, explica.

Hoje, a Reversa possui uma flagship store exclusiva no Leblon Shopping (considerada por Anny um hub de conexão entre as mulheres e de ideias para a marca), no Rio de Janeiro, e a marca estuda uma loja exclusiva em São Paulo – local ainda sendo estudado. Além disso, a Reversa está presente com corners dentro de seis lojas da Reserva e tem feito estudos para saber qual o perfil de lojas que podem passar a receber também o portfólio feminino dentre as 92 franquias e 117 lojas próprias da marca Reserva. Mais da metade do público que frequenta as lojas da Reserva é feminino e chega a 80% no caso da Reserva Mini (para o público infantil).

Outra frente para popularizar a Reversa e compartilhar conteúdos que façam sentido para o que a marca acredita, diz Anny, são as colaborações. Uma delas foi feita com a marca Mina Bem-estar, da apresentadora Angélica, que tem uma plataforma sobre autocuidado para corpo e mente. “Fizemos uma coleção com a Mina e foi um sucesso e vamos repetir, em junho, com uma segunda coleção”, revela Anny. Outra colaboração que deve ter uma nova edição é a que foi feita com a Yes Brasil.

“A Reversa é uma marca que tem muito potencial para crescer. E vai crescer dentro da Reserva, então, o céu é o limite para essa marca e para as mulheres”, promete Anny.

Marketing próprio

Quem também participou do encontro foi Naiana Lemos, diretora de voz de marca da Ar&Co. Questionada sobre a estrutura de marketing do grupo hoje, ela conta que continua sendo interna. Já houve experiências de parcerias com agências, mas “perdia mais tempo explicando e brifando do que é a nossa voz; não fazia sentido”.

A estrutura própria, explica, otimiza tempo e é mais adequadas aos recursos disponíveis. “Foi uma fórmula de sucesso que descobrimos que para a gente funciona, pode ser que para outra companhia não funcione”, diz.

O próprio Rony Meisler é considerado o grande motor criativo da Reserva à frente das diferentes disciplinas internas de marketing, como o digital, branding, trade marketing e os núcleos criativos de cada marca.

(*) A nota foi atualizada

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Menos da metade da geração Z consome bebidas alcoólicas

    Estudo da MindMiners revelou que a tendência de mudança de comportamento está relacionada a fatores como falta de interesse e sabor das bebidas

  • Zamp avança para explorar a marca Starbucks no Brasil

    Zamp avança para explorar a marca Starbucks no Brasil

    Empresa, proprietária de Burger King e Popeyes, está próxima de firmar acordo para operar as 140 lojas da rede de cafeterias no Brasil