Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

Buscar

Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

Buscar
Publicidade

Mídia

Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

Recursos estão sob guarda-chuva do Pinterest Ad Labs, novo programa de inovação da plataforma para marcas selecionadas testarem os protótipos


14 de junho de 2024 - 6h00

O Pinterest apresentou, nesta quinta-feira, 13, uma série de ferramentas de inteligência artificial (IA) com o objetivo de produzir criativos, melhorar a performance de campanhas e mensurar o brand safety de anunciantes.

Pinterest IA

(Crédito: Reprodução)

Essas ferramentas estão sob o guarda-chuva do Pinterest Ad Labs, novo programa de inovação da plataforma para marcas selecionadas testarem os protótipos, que incluem recursos generativos de IA alimentados por insights personalizados até recursos de compras interativos por meio de colagens. “A nossa ideia é incentivar a experimentação e receber feedback dos anunciantes para lançar as melhores ferramentas novas no mercado com rapidez”, afirmou o Pinterest, em comunicado oficial em seu blog.

Dentro desse programa, o Pinterest está testando dois recursos:

• Geração de fundos personalizados

No mercado dos Estados Unidos, a plataforma está testando a geração de fundos personalizados, com tecnologia de um modelo de IA generativa do Pinterest que usa o poder da pesquisa visual e gráfico de preferências. Esse experimento pretende gerar planos de fundo de estilo de vida personalizados para enriquecer Pins de produtos e aprofundar o engajamento. Usando sinais que refletem o gosto dos usuários do Pinterest dos Estados Unidos, o recurso gera planos de fundo personalizados conforme a estética dos usuários, como “Japandi”, “Orgânico Moderno” ou “Minimalismo”. Por exemplo, ao invés de verem uma cadeira em um fundo branco, os usuários verão uma cadeira em um fundo personalizado que reflete sua estética de decoração.

• Colagens para anunciantes

O Pinterest está testando o formato de colagens com anunciantes, com o intuito de tornar o conteúdo mais comprável e detectável por meio de promoção. Com a ferramenta, é possível recortar, remixar e remontar praticamente qualquer elemento visual. Com isso, marcas selecionadas podem marcar produtos em suas colagens e promover as imagens como um showcase ad ou um anúncio de coleções.

A empresa de móveis e artigos domésticos Wayfair criou colagens com decoração e móveis, e o formato gerou um custo por clique (CPC) 28% mais eficiente e um envolvimento 5,4x maior em comparação com os benchmarks de varejo vertical.

Bill Watkins, diretor de receita do Pinterest, afirmou ao AdAge que a plataforma está planejando destacar essas atualizações no Festival Internacional de Criatividade de Cannes Lions, que acontece na próxima semana. A estratégia da plataforma para o festival é mostrar aos clientes como está aproveitando a IA para ajudar a melhorar a experiência do usuário e os resultados da campanha.

Além do Ad Labs, a plataforma também apresentou o Pinterest Performance+, ferramenta reúne os mais recentes recursos de IA e automação do Pinterest para ajudar a aumentar o desempenho e tornar mais fácil e rápido para os profissionais de marketing criar campanhas. Os primeiros resultados mostram que o conjunto de ferramentas Performance+ diminui significativamente o tempo de criação de campanha com 50% menos entradas necessárias.

A plataforma também fez parceria com a empresa de software DoubleVerify para oferecer aos profissionais de marketing melhor capacidade de medir a segurança da marca de suas campanhas no Pinterest. Com base em testes anteriores, a DoubleVerify observou que 99% das impressões de anúncios mensuradas na plataforma foram consideradas seguras.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Google passa a mostrar as avaliações do Reclame Aqui na busca

    Google passa a mostrar as avaliações do Reclame Aqui na busca

    Ferramenta integrará a página de reviews do Reclame Aqui nos produtos buscados na aba Google Shopping

  • WhatsApp é alvo de ação e pode ser multado em R$ 1 bilhão

    WhatsApp é alvo de ação e pode ser multado em R$ 1 bilhão

    Ação protocolada pelo Ministério Público Federal de São Paulo e o Instituto de Defesa de Consumidores indica ilegalidade do uso e compartilhamento de dados de brasileiros