Veículos e plataformas fazem no Catar a Copa mais digital da história

Buscar

Veículos e plataformas fazem no Catar a Copa mais digital da história

Buscar
Publicidade

Mídia

Veículos e plataformas fazem no Catar a Copa mais digital da história

Pela primeira vez, a cobertura e transmissão dos jogos da maior competição de seleções do mundo tem no streaming e no digital algumas de suas mais importantes janelas


21 de novembro de 2022 - 15h26

Copa do Mundo é interesse de diferentes mídias e expande transmissão (Crédito: Divulgação)

Copa do Mundo é interesse de diferentes mídias e expande transmissão (Crédito: Divulgação)

O ano de 2022 foi marcado pela consolidação de diferentes players se inserindo na gama de transmissões esportivas. O Campeonato Paulista, por exemplo, foi exibido pela Record na TV aberta e em seu streaming PlayPlus, no YouTube e no HBO Max. A Série A do Campeonato Brasileiro continuou em sua maioria nos canais Globo, mas o Athletico Paranaense teve todas as suas partidas como mandante exibidas pelo streamer Casimiro Miguel em seu canal na Twitch, entre outros campeonatos disponibilizados em plataformas fora da televisão.

A consolidação das plataformas digitais como janela de transmissão de conteúdo esportivo também refletiu nos caminhos para a Copa do Mundo Fifa Qatar 2022 se tornar o torneio com a maior abrangência em termos de cobertura e transmissão online.

Pela primeira vez em sua história, a competição — que está há cinco décadas na grade da TV Globo — será exibida também YouTube. Através de uma parceria desenvolvida com intermédio da LiveMode, o streamer Casimiro exibirá 22 jogos ao vivo, incluindo a abertura e a final, e os jogos do Brasil.

Casimiro ganha espaço na Copa

Os cortes das lives, vídeos no YouTube Shorts e outros recursos para aproximar o público da competição, como os reacts, estarão no Cortes do Cazé, canal já mantido pelo influenciador. Além disso, no novo canal criado especialmente para o Mundial, o CazéTV exibirá as partidas ao vivo. Brahma, Coca-Cola, iFood, McDonald’s, Nubank e Vivo são os cotistas do projeto.

A negociação com Casimiro faz parte de uma parceria com a Fifa para a realização dessa transmissão, que contará com um time com quase 20 profissionais que cobrirão os jogos e treinos da seleção brasileira e também trabalharão a parte de público e engajamento. A equipe conta com nomes como Diego Defante, Luis Felipe Freitas, Allan Estágiario, Italo Senna, Isabela Pagliari, Andre Hernan, Rafael Morientes, in loco, além dos comentaristas Juninho Pernambucano, Emerson e Marcelo.

Segundo o sócio da LiveMode, Mauricio Portela, essa edição da Copa do Mundo já é um marco para o mundo digital. “Pela primeira vez, uma Copa do Mundo será pensada para o público digital, para as ferramentas, com a linguagem e as pessoas escolhidas com esse objetivo. É inédito e histórico, por isso é ainda mais importante pra todos nós”, diz.

Fifa investe em conexão

Além disso, a transmissão de Cazé também estará no streaming próprio entidade, o Fifa+. Essa é a proposta da entidade para se ligar a esse público que está sempre conectado.

Para isso, a plataforma realizará a cobertura dos 64 jogos da competição, com transmissão em português e de forma gratuita. O streaming contará com o Ronaldo Fenômeno promovendo entrevistas exclusivas e reacts dos melhores momentos dos jogos em seu canal, Ronaldo TV. A LiveMode também foi a responsável pela negociação.

O streaming entra em campo

A Globo, detentora de todos os direitos de transmissão da Copa do Mundo, incluindo na TV aberta e por assinatura, também está investindo no streaming. O Globoplay terá a exibição de uma partida por dia, sob o comando do jornalista e narrador Tiago Leifert, ao lado da comentarista de arbitragem Fernanda Colombo, do técnico Lisca e do analista de desempenho Tomaz Freitas.

O aplicativo também oferece um menu com 50 minutos de todos os jogos, para que as pessoas consigam ver os melhores momentos de partidas que não conseguiram assistir ao vivo.

No digital, o ge exibe todos os jogos que estarão na TV aberta mais os outros oito que acontecem de forma simultânea, na terceira rodada da fase de grupos.

A diretora de eventos do esporte da Globo, Joana Thimoteo, explica que a tecnologia e os aprendizados pós-pandemia mudaram muito a forma que a emissora pensa na construção da transmissão esportiva. “A cobertura da Globo da Copa do Mundo será multiplataforma. Hoje conseguimos fazer grandes operações de forma remota. Em vez de construir um grande estúdio no país-sede, conseguiremos colocar nossa equipe na transmissão com recursos tecnológicos e interativos inseridos do Brasil”, diz.

Melhores momentos e debate

A ESPN, junto com o seu streaming Star+, embora não tenha os direitos de transmissão dos jogos na TV, tem como foco da cobertura a seleção brasileira. O canal acompanha a jornada do time canarinho desde a preparação e todos os passos durante os jogos do mundial. As atenções se voltam para os programas SportsCenter, ESPN FC, ESPN F360 e ESPN F90, e, no ambiente digital, com SportsCenter+ e PodCopa. Os patrocinadores principais são Sicredi, Galera Bet, Café Pilão, Motorola, Assist Card e ArcelorMittal. Philco, LG, Playstation, Stihl e Samsung são cotistas de apoio.

O streaming do grupo Disney adquiriu também os direitos de exibição dos highlights da competição. Com isso, os vídeos trarão os melhores momentos das 64 partidas da Copa do Mundo e poderão ter de 3 a 15 minutos de exibição. Os programas exclusivos do Star+, SportsCenter+, Linha de Passe, Equipe F e F Tático, também podem exibir e debater esses lances durante a programação.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • TV Cultura quer renovar propósitos sociais e comerciais aos 55 anos

    TV Cultura quer renovar propósitos sociais e comerciais aos 55 anos

    Emissora pretende dar continuidade à programação educativa e cultural e atrair mais parceiros do mercado publicitário para projetos embasados em propósito

  • KOI Group lança plataforma EWO, focada em out-of-home

    KOI Group lança plataforma EWO, focada em out-of-home

    Plataforma de mídia exterior urbana busca oferecer cruzamento de dados inteligentes e segmentação precisa