Recall de culpa

Buscar
Publicidade

Opinião

Recall de culpa

A culpa, somada ao cansaço, imobiliza. E muitas das pautas que o mundo precisa não têm o privilégio de não estar sempre em movimento


19 de dezembro de 2022 - 16h00

Crédito: Shutterstock

Em 2022, você sobreviveu a retrocessos em diversos setores do País, a notícias que pareciam piorar a cada dia, a uma eleição extremamente cansativa e até a uma eliminação um tanto frustrante do Brasil em uma das Copas mais questionáveis do mundo.

Antes de o ano acabar, ainda falta organizar a ceia, comprar todos os presentes e lidar com a frustração de, talvez, não ter tempo e dinheiro pra ceia, nem pros presentes. E não podemos esquecer de pensar na cor da roupa de final de ano para ter sorte em 2023, porque, senão, nem reclamar teremos o direito no ano que vem.

É isso que nos fazem acreditar. É isso que fazemos muitas pessoas acreditarem.

Como se não bastasse tudo isso, faltam poucos dias para aquela fatídica pergunta começar a pesar na nossa cabeça de novo: Então é Natal, e o que você fez?

Puts. Não fizemos tanto quanto gostaríamos.

Dado o cenário geral, a verdade é que fizemos muito pouco.

Aí vem a culpa.

E o cansaço é tanto que não há o que fazer com ela. O jeito é continuar rodando com os 2% que restam de bateria até o recesso — pra quem tem recesso — e tentar de novo em 2023.

Mas a verdade é que a culpa, somada ao cansaço, imobiliza. E muitas das pautas que o mundo precisa não têm o privilégio de não estar sempre em movimento. Se a gente parar por muito tempo, o retrocesso vem.

É por isso que preciso que você separe o que é a culpa de não ter feito estritamente o que planejou da responsabilidade de dar o seu melhor para buscar novos caminhos em 2023. Deixe a culpa dar espaço para novos compromissos.

O significado de Réveillon é despertar.

Nesse ano que está chegando, precisaremos despertar novas discussões, novas ideias e novas ações. Mas, antes de você fazer parte de tudo isso, eu preciso que você descanse.

Esse texto, que costuma ocupar toda a página, dessa vez é curto pra nos dar mais tempo pra isso.

Um 2023 potente pra gente.

Publicidade

Compartilhe

Veja também