Por que Guerra Infinita é um divisor para o marketing da Marvel

Buscar

Marketing

Publicidade

Por que Guerra Infinita é um divisor para o marketing da Marvel

Com parceiros como Coca-Cola, Infiniti, American Airlines, Duracell, Unilever, Quaker, Chevron e Samsung, divisão da Disney investiu US$ 150 milhões na promoção do filme que marca os dez anos do universo cinematográfico

Luiz Gustavo Pacete
26 de abril de 2018 - 7h00

A Marvel estreia, nesta quinta-feira, 26, uma de suas mais emblemáticas produções. Vingadores: Guerra Infinita marca os dez anos de universo cinematográfico Marvel. Mais do que isso, para o marketing da empresa, a obra é um divisor. Segundo um levantamento do site Deadline, o filme já é o maior investimento em marketing da empresa chegando a US$ 150 milhões.

Levar os personagens da Marvel para as latas de Coca-Cola foi uma ação já utilizada em outras estreias de Os Vingadores (crédito: divulgação)

Além do investimento global em marketing, a Marvel fechou uma série de parcerias com grandes empresas. Os principais acordos incluem marcas como Coca-Cola, Infiniti, American Airlines, Duracell, Unilever, Quaker, Chevron e Samsung.

Em agosto de 2017, uma parceria entre a Renault e a Marvel levou o personagem Hulk às ruas de São Paulo para promover o Renault Kwid.

“Ver empresas de fora do universo geek licenciando e trabalhando junto com a Marvel é a prova definitiva de que não existe mais este papo de nicho. As adaptações de quadrinhos são um dos mais importantes gêneros para Hollywood e chamam a atenção do grande público há um bom tempo”, diz Marcelo Forlani, diretor de marketing do Grupo Omelete.

Junto com a American Airlines, a Marvel desenvolveu uma campanha em prol de pacientes com câncer (crédito: reprodução)

Forlani lembra que, no Brasil, processo semelhante vem ocorrendo com marcas de fora desse universo que querem se aproximar do público da CCXP. “O que era nicho, é mainstream hoje”. Além de trazer rentabilidade com licenciamentos, todas as marcas associadas à Marvel estão investindo em mídia, o que aumenta o montante indireto movimentado pelo filme em compra de mídia.

Ainda segundo a Deadline, somente a parceria com a Coca-Cola rende cerca de US$ 40 milhões. Muitas das campanhas das parcerias serão realizadas nesta semana e permanecem no ar após o lançamento. “Alguns desses parceiros são novos para a família e alguns são amigos do estúdio há anos”, disse Mindy Hamilton, vice-presidente sênior de marketing e parcerias da SVP da Marvel, em comunicado. “O que todos compartilham, no entanto, é um compromisso de inovar em seus setores e se sobressair no modo como elaboram suas histórias. Não poderíamos estar mais empolgados em colaborar com eles na preparação para este lançamento histórico”.

Quaker compõe o grupo de marcas que estão desenvolvendo ações globais com a Marvel (crédito: reprodução)

“Este filme é uma celebração que estamos construindo nos últimos 10 anos. Sentimos a sorte de ter feito parcerias com marcas que compartilham essa empolgação e foi uma experiência incrivelmente gratificante ver suas visões criativas ganharem vida”, reforça Hamilton.

Para Antoine Clauzel, diretor-geral do AdoroCinema, Vingadores: Guerra Infinita pode ser uma das maiores bilheterias dos todos os tempos da Marvel. Em março, Pantera Negra, também da Marvel, superou Vingadores como  a maior bilheteria da empresa com US$ 630,9 milhões. “É um filme que leva entusiastas às salas de cinema e mostra a força e o momento atual da indústria, além de provar que a cultura pop da última década tornou-se totalmente mainstream. Mais além, o filme impacta diretamente a vida e o dia a dia de fãs mais antigos, que estão finalmente vendo seus heróis das graphic novels ganharem vida nas telonas de uma forma contemporânea, mas que não perde o respeito pelas suas influências originais”, afirma Clauzel.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • American Airlines

  • Coca-Cola

  • Marvel

  • Quaker

  • Vingadores

  • Licenciamento

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”