Criadores das Tchecas deixam We

Buscar
Publicidade

Comunicação

Criadores das Tchecas deixam We

O diretor de criação Jader Rossetto e a dupla Mário Lins e Thiago Elias vão anunciar nova agência que atenderá CBBP


23 de maio de 2011 - 12h00

Após desentendimentos relacionados à estratégia de lançamento da cerveja Proibida, o diretor de criação Jader Rossetto e a dupla Mário Lins e Thiago Elias estão de saída da agência We, controlada pelos sócios Piero Motta e Fábio Rosinholi. Rossetto afirma que anunciará no prazo de dez semanas um novo projeto de agência que terá como cliente inaugural a Companhia Brasileira de Bebidas Premium (CBBP), pela qual desenvolveu a campanha de lançamento da cerveja Proibida com as modelos Michaela e Dominika, conhecida como as “Tchecas do Brazil”. Além da marca inaugural, a CBBP deve apostar no lançamento de outras cervejas e uma marca de refrigerante ao longo dos próximos anos.
A agência We, por sua vez, divulgou um comunicado oficializando a cisão com o trio: “A Agência We, dos sócios Piero Motta e Fábio Rosinholi, anuncia que o profissional Jader Rossetto deixa a direção de criação da empresa. Em comum acordo, o criativo e os sócios da We decidiram não prosseguir com o relacionamento que os unia nas atividades da agência e desejam boa sorte para Rossetto, ressaltando que a Agência We segue seu ritmo normal de trabalho, buscando sempre contribuir com melhores resultados para seus clientes e com isso manter seu histórico de crescimento”.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Campanhas da Semana: músicas e ritmos embalam comerciais

    Campanhas da Semana: músicas e ritmos embalam comerciais

    Mari Fernandez e Alceu Valença trazem “Se aprochegue, São João” para campanha de O Boticário e Swile recria clipe de “Oração” da Banda mais Bonita da Cidade

  • Dia do Mídia: a técnica e a criatividade lado a lado

    Dia do Mídia: a técnica e a criatividade lado a lado

    No Dia do Mídia, profissionais analisam contexto atual da área e descrevem demandas de talentos entre a tecnologia e o fator humano