Os dez profissionais de Comunicação de 2019

Buscar

Comunicação

Publicidade

Os dez profissionais de Comunicação de 2019

Meio & Mensagem lista os profissionais de agências que tiveram projeção na indústria publicitária ao longo do ano


18 de dezembro de 2019 - 6h00

Como faz anualmente, Meio & Mensagem destaca os profissionais que, pelo estilo de trabalho, características de gestão e pelos avanços conquistados em suas respectivas empresas e áreas de atuação, contribuíram para o avanço e a qualificação da indústria de comunicação.

A lista dos dez profissionais de agências apresentada abaixo foi elaborada de acordo com critérios editorais de Meio & Mensagem. Os nomes dos profissionais são apresentados em ordem alfabética.

Ana Couto (crédito: Arthur Nobre)

Ana Couto
Há mais de 25 anos, Ana Couto não apenas dá o seu próprio nome à empresa que virou referência em branding como é a responsável por conduzir a operação como CEO. Acompanhando os movimentos de todo o mercado, ela também liderou as transformações recentes que mudaram a forma de atuação da empresa. Assim, a companhia, antes focada nos serviços de branding e design, passou a oferecer tanto as entregas consultivas como as técnicas. Como resultado prático dessa evolução, a Ana Couto entrou pela primeira vez no ranking anual Agências & Anunciantes das maiores compradoras de mídia do Brasil em 2018. Na 35ª posição, movimentando investimentos de R$ 185 milhões, a agência foi a única do ranking das 50 maiores que não nasceu no universo da publicidade e da mídia digital. Entre os seus clientes na esfera da publicidade, estão marcas como Youse, Dafiti, BRF, Shoptime, Elemidia e Natura. O portfolio de branding e design inclui Guaraná Antartica, P&G, Fiat, Guide Investimentos, Telecine e Itaú. A agência também presta serviços digitais para Caixa Seguradora, Ambev, Cia Hering e Minalba.

Andrea Siqueira (crédito: Denise Tadei)

Andrea Siqueira
A publicitária baiana chegou à BETC em julho de 2018, a convite do sócio e CEO Erh Ray, com quem já havia trabalhado na DM9DDB, no final dos anos 1990. Sob sua liderança criativa, a agência ganhou concorrências importantes como a holding de serviços financeiros Elopar e o grupo JDE (que detém diversas marcas de café, incluindo Pilão, Café do Ponto e Café Pelé). Essa jornada de pouco mais de um ano foi coroada com sua vitória na categoria de Profissional de Criação do Prêmio Caboré. Além da coruja, a estante da profissional acumulou outros “bichos” nos últimos meses, incluindo três Leões no Cannes Lions, com a campanha “The 9’58 Biography”, desenvolvida para Puma. Sob sua batuta criativa, a BETC ganhou ainda 1 Grand Prix, 1 Ouro e 1 Prata no Wave Festival e outros troféus em premiações como Clio Awards e Anuário do Clube de Criação. Também neste ano, Andrea participou do painel The New Creative Capitals no Cannes Lions, no mesmo Palais em que, em 2018, integrou o júri da categoria Creative eCommerce.

Anselmo Ramos (crédito: Denise Tadei)

Anselmo Ramos
Menos de um ano depois de anunciarem o lançamento da independente Gut em Buenos Aires e Miami, os sócios Anselmo Ramos e Gastón Bigio começaram a fazer viagens constantes a São Paulo para montar o time do escritório brasileiro. Conquistas de contas como a de Mercado Livre para a América Latina fizeram com que a dupla adotasse o passo rápido de startup para abrir a terceira operação antecipadamente. Inaugurada oficialmente em março, a Gut São Paulo tem a managing director Valéria Barone e o CCO Bruno Brux no comando. Em cinco meses de atividade, a agência conquistou uma das contas de mais visibilidade do mercado brasileiro: a cerveja Skol, que estava na F/Nazca S&S há 23 anos. Desde que deixou a David, do grupo WPP, no final de 2017, Anselmo começou a vislumbrar com mais concretude o sonho de ter a própria agência, algo que ambicionava desde os tempos de faculdade. Para ele, ter uma operação independente — ou uma agência indie, como gosta de dizer — significa mais liberdade para provar e errar. “A velocidade é você que determina. O poder de adaptação é muito alto. Hoje, os melhores clientes são muito rápidos e ágeis.”

Fatima Pissara (crédito: Arthur Nobre)

Fatima Pissara
Fundadora da Vevo Brasil, em 2011, Fatima Pissara precisou se reposicionar no mercado após a incorporação da empresa pelo YouTube. Em 2017, ela lançou a Mynd, onde é CEO e atua ao lado dos sócios Preta Gil, Carlos Scappini, Fabiano Campos, Malu Barbosa e Marcelo Azevedo. Atualmente, a empresa especializada em música, marketing de influência e entretenimento gerencia a carreira e a imagem de aproximadamente 60 artistas e influenciadores, como Pabblo Vittar, Ludimilla, Luisa Sonza, Matheus Mazzafera e Laura Fernandez. Entre os trabalhos de destaque deste ano está a parceria entre Ludmilla e Niely. A cantora se tornou embaixadora da marca de cosmético e estrelou uma campanha que focou em sua transição capilar utilizando produtos para seu cabelo natural. Em maio, a agência anunciou parceria com o Multishow na criação de projetos customizados para marcas. Desde outubro, trabalha ainda para alavancar comercialmente projetos proprietários da Sony Music Brasil. Para coroar esse ano intenso, a Mynd venceu o Caboré de Serviço de Marketing.

Fernanda Antonelli (crédito: divulgação)

Fernanda Antonelli
A Wieden + Kennedy São Paulo teve em 2019 seu melhor ano em termos de reconhecimento criativo, e se manteve entre as 30 maiores agências do País em compra de mídia. Desde meados de 2018, o comando da operação é da managing director Fernanda Antonelli, que divide a liderança com os diretores executivos de criação Edu Lima e Renato Simões. Apesar do porte considerável da operação, Fernanda afirma que existe uma diferença crucial, que é uma facilidade maior na tomada de decisões de acordo com o objetivo. Isso passa pelas contratações de talentos e pela escolha de clientes que a agência gostaria de atender. “No caso de uma agência independente, não vai haver fusão, não vai ser vendida. Isso dá uma segurança para os clientes de que o trabalho, filosofia e culturas vão ser mantidos.” No entanto, reconhece que é preciso brigar mais por verbas maiores. Ainda assim, a W+K São Paulo conquistou, nos últimos meses, as contas de C&A, Facebook e Sprite, ampliando o portfólio que já inclui clientes como Airbnb, Disney, Elo, Old Spice e Nike. Os novos negócios levaram à contratação de 30 novos profissionais. No Cannes Lions 2019, a agência foi a terceira brasileira mais premiada.

Fernando Musa (crédito: divulgação)

Fernando Musa
O CEO da Ogilvy Brasil, Fernando Musa, conduziu ao longo do ano um trabalho que levou a empresa, entre outras conquistas, a conquistar o Prêmio Caboré de Agência de Comunicação. Entre os pontos importantes dessa jornada estão as chegadas das contas de Safra, Schin, HBO e TIM. A agência também venceu concorrência para criar a campanha da promoção “Causou Ganhou”, da Nestlé, uma das maiores do ano para a fabricante de alimentos. A Ogilvy ainda aumentou o atendimento à Adidas, incluindo entregas de projetos de brand experience, como a feita no Lollapalooza, o lançamento da camisa do São Paulo Futebol Clube e o Arena Tango, projeto proprietário da marca. Nos últimos meses, Musa promoveu mudanças que impactaram o quadro de liderança da agência, com a chegada de novos talentos e a reorganização de funções. Nesse processo, chegaram a chief delivery Aline Veríssimo, a chief growth Leticia Arslanian e a head of content Samantha Almeida. A Ogilvy também redesenhou a estrutura organizacional de sua sede, dividindo as equipes em squads, conectadas por trabalhos específicos para cada cliente.

Hugo Veiga (crédito: Celina Filgueiras)

Hugo Veiga
Português que construiu a maior parte de sua carreira no Brasil, Hugo Veiga é o diretor executivo de criação de um dos principais cases de 2019: “Air Max Grafitti Stores”, da AKQA para Nike, vencedor do Grand Prix de Media no Cannes Lions e do Grand Clio de Out Of Home. Hugo divide com Diego Machado o comando da AKQA São Paulo desde junho de 2014. Em 2019, eles vivenciaram o ano de maior exposição do escritório, especialmente graças a dois Grand Prix conquistados no Cannes Lions. Adepta da crença do fundador da rede, Ajaz Ahmed, de que as agências se tornaram demasiadamente burocráticas, o que as fez perder o frescor artístico, a dupla batizou a sede paulistana de Casa, para seja também um espaço para oxigenação de ideias, exposições e shows de artistas. E esse posicionamento reflete diretamente sobre as entregas realizadas pela equipe: cada um dos dois Grand Prix de Cannes simbolizam, de forma emblemática, a essência cultural da operação, pois “Air Max Grafitti Stores” foi criado para a Nike, um grande anunciante; enquanto “Bluesman”, vencedor de Entertainment for Music, é um videoclipe para o músico Baco Exu do Blues.

Pedro Reiss (crédito: Arthur Nobre)

Pedro Reiss
Escolhido pelo board do WPP para assumir o comando da nova Wunderman Thompson no Brasil na metade de agosto, Pedro Reiss está encarando a árdua tarefa de unir com leveza duas equipes grandes de duas agências de grande porte – uma das maiores operações do tipo já feitas no mercado brasileiro. Reiss acredita que o mercado se confunde muito ao tentar se auto definir em tempos de transformações. O foco do publicitário, que nos últimos dois anos ficou à frente da Wunderman, é fazer com que as culturas de ambas as marcas coexistam e construam uma engrenagem capaz de atrair e reter talentos. Para conseguir o feito, o executivo busca equilibrar confiança e humildade. “Adoro coisas anti-cíclicas, muita gente no mercado tem muitas dúvidas e, justamente nessa hora, a gente vem e começa uma agência com mais de 400 pessoas. Esses são os movimentos de sucesso, os que vão na contramão das coisas. Mas é preciso ter humildade, responsabilidade com pessoas, com os clientes e com as duas companhias.” A principal contratação de Reiss para a nova agência foi a da CCO Keka Morelle (ex-AlmapBBDO), e a primeira nova conta conquistada foi a de Netflix.

Rafael Donato (crédito: Eduardo Lopes)

Rafael Donato
Desde 2016 na posição de vice-presidente de criação da David, Rafael Donato teve uma missão desafiadora logo em seu primeiro ano: manter a pegada criativa da agência, quando os sócios e cofundadores Anselmo Ramos e Gastón Bigio deixaram a operação para fundar a Gut, no final de 2017. Sob seu comando criativo, com trabalhos destacados para clientes como Burger King, Coca-Cola e Faber-Castell, nos últimos dois anos a David entrou na lista das três agências brasileiras mais premiadas do Cannes Lions. A trajetória de ascensão se consolidou em 2019. “Anúncio grelhado”, para o Burger King, foi a segunda campanha brasileira mais premiada em Cannes, com 9 Leões (1 Ouro, 3 Pratas e 5 Bronzes). O mesmo case conquistou Grand Prix de Mobile no Wave Festival. Donato ainda foi jurado de Direct em Cannes e presidente do júri de Social Change no Wave Festival. O ano de 2019 também foi frutífero em novos negócios para a David São Paulo, que passou a atender, entre outras, as contas de Mondelez e da fintech Geru. Em diversas entrevistas, Donato destacou a importância da coragem como principal combustível para o desenvolvimento de trabalhos criativos.

Rafael Urenha (crédito: Arthur Nobre)

Rafael Urenha
No comando criativo da DPZ&T, o CCO Rafael Urenha teve um ano de inúmeras vitórias. Ao longo de 2019, pelos menos três campanhas da agência conseguiram êxito dentro e fora do meio publicitário, seja por conta dos comentários do público e do mercado ou das premiações que conquistaram. O filme “Robô”, criado para o Itaú, conquistou o Melhor Comercial do Brasil, do SBT, e o Profissionais do Ano, da Globo, na categoria Mercado. Já a campanha “Caverna do Dragão: O retorno”, criada para a Renault, ganhou o Grand Effie, prêmio máximo no Effie Awards Brasil, premiação que também coroou a DPZ&T como Agência do Ano e a empresa automobilística como Anunciante do Ano. Já a ação “Méqui”, que trocou a grafia das fachadas dos restaurantes do McDonald’s e outros materiais da rede por apelidos, se tornou um dos maiores virais da publicidade brasileira em 2019. Reflexo desses resultados, o publicitário foi eleito Profissional de Criação do prêmio Destaque ABP, promovido pela Associação Brasileira de Propaganda.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Preta Gil

  • Ana Couto

  • Edu Lima

  • Rafael Donato

  • Erh Ray

  • Gastón Bigio

  • fatima pissara

  • Samantha Almeida

  • Fernanda Antonelli

  • fernando muda

  • valéria barone

  • bruno brunx

  • carlos scappini

  • fabiano campos

  • malu barbosa

  • marcelo azevedo

  • ludimilla

  • matheus mazzafera

  • laura fernandez

  • Pabblo Vittar

  • Andrea Siqueira

  • Rafael Urenha

  • diego machado

  • hugo veiga

  • Luisa Sonza

  • Pedro Reiss

  • Anselmo Ramos

  • Renato Simões

  • Keka Morelle

  • Nestlé

  • facebook

  • Globo

  • Burger King

  • DM9DDB

  • TIM

  • Itaú

  • Netflix

  • HBO

  • SBT

  • AlmapBBDO

  • Natura

  • Wieden + Kennedy

  • WPP

  • Nike

  • Dafiti

  • Airbnb

  • David

  • Ogilvy

  • Adidas

  • DPZ&T

  • Coca-Cola

  • Mondelez

  • McDonalds

  • Skol

  • Vevo

  • schin

  • Disney

  • Lollapalooza

  • AKQA

  • São Paulo Futebol Clube

  • Multishow

  • Elemídia

  • BRF

  • F/Nazca Saatchi & Saatchi

  • Elo

  • Youse

  • Niely

  • Faber-Castell

  • Safra

  • Shoptime

  • Mynd

  • Sprite

  • GUT

  • Old Spice

  • Wunderman Thompson

  • baco exu do blues

  • geru

  • Agencias

  • anunciantes

  • marcas

  • Campanhas

  • profissionais de comunicação

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”