Holdings orientam agências a adotarem home office

Buscar

Comunicação

Publicidade

Holdings orientam agências a adotarem home office

Em comunicados internos, Publicis, Omnicom e WPP encorajam equipes ao redor do mundo a trabalharem remotamente o quanto for possível


16 de março de 2020 - 17h48

Por Alexandra Jasmine, do Advertising Age

Três principais holdings de comunicação do mundo, WPP, Omnicom e Publicis encaminham orientações a suas agências sobre como proceder durante pandemia do coronavírus (Crédito: Divulgação)

Arthur Sadoun, CEO do Publicis Groupe, gravou uma mensagem em vídeo para todos os funcionários da companhia frisando preocupação com a segurança de cada um e encorajando-os a trabalhar de casa.

O vídeo, batizado de “Taking Care Together”, foi enviado no domingo, logo depois de a França ter decretado novas ordens para o fechamento de escolas, bares e restaurantes. Na gravação, Sadoun diz que os funcionários devem tentar trabalhar de casa embora a maior parte dos escritórios deva permanecer aberta. Ele também pediu que equipe utilize o recurso de videoconferências o máximo possível.

Sadoun também menciona uma conta de e-mail que pode ser utilizada pelos funcionários para tirarem dúvidas (não houve menção à plataforma de IA Marcel – e a companhia não respondeu às perguntas sobre como a ferramenta poderia participar deste processo).

O executivo também avisou que, com as ações implodindo, as agências precisam ficar próximas dos clientes. “Mais do que nunca, precisamos ficar perto dos nossos clientes e dos negócios deles. À medida que todos navegamos e descobrimos novas formas de trabalhar… nosso papel é ajudá-los a monitorar eventos, a tomar as decisões estratégicas certas, maximizar o investimento deles para objetivos de curto prazo e nos preparar para uma virada uma vez que a crise termine.”

“Sem dúvida, serão tempos difíceis”, acrescentou ele, mas reassegurou que a companhia tem “bases sólidas” e “estrutura ágil” para lidar com a crise.

O Sadoun se juntou a outros chefes de redes ao encorajar os funcionários a trabalhar de casa, embora, até então, ele tenha sido o único a adicionar um toque pessoal com o vídeo (a companhia tem o costume de fazer vídeos com CEOs, mas geralmente são produções leves para as férias de final de ano).

No domingo 15, John Wren, CEO do Omnicom, veiculou um comunicado aos funcionários que dizia: “Neste estágio, sentimos que a medida de trabalhar de casa é a abordagem certa para nossas pessoas. Começando a partir de 16 de março, estamos pedindo o apoio de nossos líderes de agências para assegurar que nossa equipe trabalhe remotamente e somente parte essencial do staff vá para o escritório. Se você ainda não fez isso, por favor tenha certeza de que, até o dia seguinte, tenha pegado tudo o que precisa para trabalhar de casa. Além disso, estamos encorajando todos vocês a seguirem as diretrizes das autoridades nacional, local e da prefeitura.”

Wren também salientou que a holding passou por melhoras na China e em Singapura, onde as equipes estão começando a voltar para os negócios da forma habitual.

O WPP também pediu à equipe que trabalhe de casa quando possível. No sábado 14, o CEO Mark divulgou um comunicado interno dizendo que a companhia iria adotar uma política de “Trabalho Remoto Gerenciado”, embora tenha acrescentado que “em lugares onde algumas funções precisam ocorrer nos escritórios, seus gerentes irão conversar com você para determinar como cobrir o que precisa ser feito, e irão incentivar diminuição de viagens em horários de pico, assim como maior flexibilidade no horário de trabalho”.

Read também disse que os funcionários do WPP não podem fazer viagens de negócios que exijam voos domésticos ou internacionais sem a permissão dos CEOs das empresas – e que a permissão seria negada com exceção de “circunstâncias verdadeiramente excepcionais”.

*Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Arthur Sadoun

  • john wren

  • Mark Read

  • WPP

  • Omnicom

  • Publicis Groupe

  • Agencias

  • comunicacao

  • Negócios

  • Viagens

  • Holdings

  • Home-office

  • coronavírus

  • covid-19

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”