Ilustração de vírus causa embate no mercado de limpeza

Buscar

Comunicação

Publicidade

Ilustração de vírus causa embate no mercado de limpeza

Ação da Unilever contra a Tixan-Ypê questiona uso de imagem similar à reprodução do novo coronavírus em embalagem de sabão em pó

Salvador Strano
16 de junho de 2020 - 16h53

(Crédito: Wildpixel/iStock)

O mercado de higiene e limpeza é um dos aliados no combate à Covid-19. A comunicação ao público de certos produtos do segmento, entretanto, ainda pode ser um desafio. No início do mês, a Tixan-Ypê redesenhou a embalagem de alguns lotes do seu sabão em pó com uma ilustração similar ao novo coronavírus.

Apesar de não citar nominalmente o causador da doença, a comunicação que afirmava ser efetiva na quebra da capa de gordura de vírus. Ela foi suspensa após um processo instaurado pela Unilever tanto no poder judiciário quanto no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). A concorrente direta da Tixan afirma que a embalagem poderia resultar em uma comunicação enganosa junto ao público.

A fabricante do produto afirma que irá recorrer da decisão, que foi liminar e ainda aguarda julgamento.

Em nota, a empresa afirma que o recolhimento respeita a liminar que questiona “atributos sanitizantes mencionados no verso de algumas embalagens do lava-roupas”, sem qualquer relação com a qualidade dos produtos.

No Brasil, o único produto com efetividade no combate ao coronavírus comprovada pela Anvisa é o lenço umedecido da Omo, recém lançado no mercado. O órgão permite, entretanto, que outros produtos com desinfecção comprovada de vírus parecidos possam contar com uma comunicação indireta.

O Conar afirma que suspendeu o processo envolvendo a disputa após a insaturação do inquérito judicial.

Publicidade

Compartilhe