Kantar e Cenp aprimoram ranking de agências

Buscar

Comunicação

Publicidade

Kantar e Cenp aprimoram ranking de agências

A partir de 2021, o ranking de agências de publicidade publicado pela Kantar ganhará mais precisão ao considerar dados do Cenp-Meios


17 de dezembro de 2020 - 6h00

(Crédito: iStock)

O ranking de agências publicado anualmente pela Kantar Ibope Mídia será aprimorado a partir de 2021, passando a considerar dados do Cenp-Meios. Pela proposta aprovada pela empresa de pesquisas e pelo Conselho Executivo das Normas-Padrão o Cenp fornecerá uma lista com as agências que mais compram mídia, sem apresentar os valores e qualquer outra informação relacionada à remuneração obtida por elas.

O sistema Cenp-Meios, implementado pelo CENP em 2017 e que totaliza dados referentes às compras de mídia por 217 agências participantes do projeto, publicará o ranking em meados de março de 2021, já no novo formato. A partir disso, a Kantar Ibope Media utilizará esta lista para, com base nos dados do Monitor Evolution, e utilizando metodologia própria, estimar os valores veiculados.

As mudanças atendem às solicitações de entidades do setor. Segundo Caio Barsotti, presidente do CENP, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap) e a Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) demonstraram preocupação com o formato anterior do ranking. “Na conversa, surgiu esta proposta com potencial de aprimorar o já tradicional ranking da Kantar Ibope Media”, revela, em nota. “Com esta colaboração, a representatividade do investimento em publicidade ganha em transparência e relevância, projetando sua importância na economia do país”, completa Melissa Vogel, CEO da Kantar Ibope Media no Brasil.

Representantes das entidades projetam que os dados serão mais precisos e ajudarão no desenvolvimento e reconhecimento do mercado. “É um fenômeno bem conhecido dos especialistas em administração: medições mais precisas são indispensáveis a qualquer segmento de mercado e influenciam em seu reconhecimento e desenvolvimento”, aponta Mario D’Andrea, presidente da Abap, em nota de divulgação da reformulação dos rankings. Já Daniel Queiroz, presidente da Fenapro,acredita no aumento da credibilidade do setor. “Análises de evolução e desempenho quantitativos e qualitativos ampliam nossa credibilidade e têm repercussão positiva não só para as agências como também para os anunciantes e veículos”, diz.

Para o novo formato do ranking sair do papel, será feito o desenvolvimento do sistema para extração do ranking e informação às agências participantes do CENP-Meios. Aambos procedimentos já estão em curso.

Publicidade

Compartilhe