Puma e Palmeiras defendem campanha criticada por racistas

Buscar

Comunicação

Publicidade

Puma e Palmeiras defendem campanha criticada por racistas

Filme criado pela Estud.io e produzido pela Stink recebeu ofensas por contar com atores negros

Renato Rogenski
24 de fevereiro de 2021 - 17h12

Nas últimas horas, Palmeiras e Puma se posicionaram contra o racismo em seus canais oficiais. A comunicação é uma reação aos comentários ofensivos sobre a campanha para promover o lançamento dos uniformes do time para a temporada 2021. Criado pela estud.io e produzido pela Stink, o filme postado pelo clube e a marca foi criticado por uma pequena parcela dos torcedores por contar com atores negros.

Um outro grupo de fãs do futebol denunciou as postagens racistas ao Observatório da Discriminação Racial no Futebol. “Agora toda propaganda da Puma tem chimpa com cabelo do fofão. Já dá para montar um próximo elenco do planeta dos macacos”, escreveu um dos usuários.

O clube alviverde foi o primeiro a se manifestar sobre o ocorrido em seus canais. “Repudiamos os ataques racistas relacionados ao vídeo de lançamento da nova camisa. Atuamos firmemente no sentido de coibir quaisquer manifestações discriminatórias em nossas dependências, bem como, difundimos tais valores perante os torcedores e sociedade em geral”, publicou o perfil oficial do Palmeiras, nas redes sociais. “Racismo não se tolera. Racismo não se justifica”, postou a Puma.

Esse é o filme:

Publicidade

Compartilhe