Nike e Puma chamam a atenção sobre minorias nos esportes

Buscar
Publicidade

Comunicação

Nike e Puma chamam a atenção sobre minorias nos esportes

Marcas propõem iniciativas e debates para inclusão da LGBTQIA+ e do futebol feminino nas principais pautas


13 de maio de 2022 - 16h53

Real Centro FC (grupo que reúne homens gays) é um dos coletivos apoiados pela Nike (Crédito: Gustavo Dantas)

Como forma de reforçar o compromisso da marca em apoiar ações de diversidade e inclusão, a Nike propõe uma série de iniciativas que buscam aumentar o acesso do publico da comunidade LGBTQIA+ aos esportes. O movimento, feito em parceria com a Nix Diversidade, resultou na pesquisa Diversidade & Inclusão no Esporte – estudo sobre as conquistas e os desafios da comunidade LGBTQIA+ no Brasil.

No relatório, as empresas identificaram que 42,8% da comunidade LGBTQIA+ no Brasil não tem acesso ao esporte – por diferentes motivos, relacionados a falta de tempo (26,3%), ou relatos de homofobia, transfobia ou outras discriminações, assim como bullying ou assédio (18,3%). Além disso, 63,5% dos respondentes relataram que já foram discriminados ou presenciaram algum ato de discriminação de algum membro da comunidade.

A Nike apoia coletivos que promovem o auxílio ao público dessa comunidade, como a Casa Florescer (centro de acolhida para travestis e mulheres transexuais) e os coletivos esportivos Real Centro FC (grupo que reúne homens gays), Meninos Bons de Bola (grupo que reúne homens trans) e Angels Volley (grupo que reúne mulheres trans e homens gays).

Joga na Subida

Já a Puma destaca a importância do investimento e atenção ao futebol feminino. A marca de produtos esportivos, patrocinadora do Palmeiras feminino e de grande parte das atletas do clube, se uniu a BETC Havas para o desenvolvimento de uma ação que busca conscientizar sobre as diferenças entre os investimentos financeiros entre a modalidade masculina e feminina.

A marca construiu uma quadra em uma ladeira e convidou equipes de futebol amador masculino para jogar no local. A ideia da marca é propor uma reflexão ao fazer as referência com as dificuldades de jogar em um campo inclinado.

Toda a iniciativa foi filmada e transformada em um vídeo para a Puma, que termina com a provocação: ‘e aí? bora nivelar essa diferença?’. A marca trará influenciadores e ex-jogadores de futebol para reforçar a iniciativa, como a jogadora do Corinthians e da seleção brasileira, Tamires Dias.

Publicidade

Compartilhe

Veja também