Andrea Jung nao e mais CEO da Avon

Buscar

Marketing

Publicidade

Andrea Jung nao e mais CEO da Avon

Executiva continua como presidente do conselho administrativo da empresa, mas deixará o cargo de CEO devido à queda nos resultados no Brasil

Janaina Langsdorff
15 de dezembro de 2011 - 8h30

A queda de 1% no lucro líquido e de 3% nas vendas brasileiras da Avon, maior empresa de vendas diretas do mundo, reduziu também a atuação de Andrea Jung, que em 2012 continuará como presidente do conselho de administração e não mais como CEO da empresa, ambos os cargos exercidos pelos últimos 10 anos. A escolha da pessoa que assumirá o cargo ainda não está definida.

A divisão do cargo foi aprovada pelos investidores depois da conferência de resultados da empresa, realizada em outubro, e foi bem recebida também pelo mercado financeiro, que agora espera a retomada dos lucros. Apesar de acumular uma desvalorização ao longo de 2011, os papeis da empresa tiveram nessa quarta-feira, 14, a maior alta dos últimos três anos, cotadas a 5,5% na Bolsa de Nova York.

De acordo com informações de Andrea Jung, publicadas na edição dessa quinta-feira, 15, pelo jornal Valor Econômico, o acirramento da concorrência e problemas na implementação no Brasil da tecnologia ERP (Enterprise Resource Planing, na sigla em inglês), capaz de gerenciar as atividades da empresa, são dois dos fatores que interferiram na performance global da empresa. Ainda assim, o Brasil ultrapassou os resultados da sede em 2010 somando vendas da ordem de US$ 2,2 bilhões, 20,1% do total.

wraps

Publicidade

Compartilhe