Marketing de conteúdo alavanca tráfego e leads

Buscar

Marketing

Publicidade

Marketing de conteúdo alavanca tráfego e leads

Levantamento da Rock Content aponta, no entanto, que ainda faltam maturidade no uso dessa estratégia e profissionais especializados


6 de junho de 2016 - 12h21

ContentTrends_575

Em sua segunda edição, o estudo Content Trends, realizado pela Rock Content, com apoio da Press Works, foi realizado entre 11 e 26 de abril e ouviu 2.725 profissionais brasileiros da área.  Seu objetivo é avaliar o sucesso do marketing de conteúdo, sua importância e a distribuição dos investimentos nessa disciplina. Os principais resultados você confere com exclusividade agora.

O uso do marketing de conteúdo está crescendo nas empresas que atuam no país e o principal motivo, segundo a pesquisa, é que ele, quando bem feito, quadruplica as visitas mensais aos sites e até quintuplica a geração de leads e oportunidades de negócios.

Ao comparar a 1ª edição do estudo à atual, foi possível observar o aumento de relevância do marketing de conteúdo: 70% dos pesquisados o utilizam, sendo que a média de sua participação no orçamento geral de marketing subiu de 24% para 28,1% (50% das empresas ouvidas aumentaram esse investimento). Já 74,8% estão publicando conteúdos com mais regularidade.

No entanto, apesar de a frequência de postagens ter aumentado, ainda é considerada baixa pelos coordenadores do estudo: 44,7% ainda publicam somente de um a quatro conteúdos por mês. Isso interfere no posicionamento desses conteúdos em buscadores como Google e Bing, pois quem posta mais de 13 conteúdos mensais (21,9% dos participantes), tem, em média, o dobro de pageviews de quem publica 12 ou menos.  Michel Bekhor, diretor da Press Works, alerta para o fato de que “regularidade, qualidade e originalidade são essenciais para um bom ranqueamento no Google”.  Mas não bastam. É necessário, ainda, segundo o executivo, diversificar canais e formatos de conteúdos (estes ainda estão em nível básico).

Isso pode não estar sendo feito por dois motivos: falta de planejamento (somente 31% possuem uma estratégia documentada e escrita e 16,8% não têm qualquer tipo de estratégia) e de profissionais suficientes para realizarem a tarefa. “Falta braço para implementar a estratégia de maneira mais eficiente. Em 44,4% dos casos, a responsabilidade é de apenas uma pessoa, que escreve para o blog, gerencia redes sociais, prepara e-books, enfim, fica sobrecarregada”, afirma Juliana Ribas, analista de marketing da Rock Content e responsável pela análise dos dados da Content Trends. Segundo ela, é preciso que as empresas passem a investir em equipes multifuncionais que reúnam talentos de conteúdo e design, por exemplo.

Mas somente 9,7% das equipes de marketing de conteúdo possuem um especialista em SEO e 57,1% dos entrevistados não exige qualificação específica dos funcionários. E mesmo a mensuração dos resultados tem sido precária: 38,7% dos participantes medem o retorno sobre o investimento das ações. Mais gente deveria fazê-lo, pois quem o faz se considera 58% mais bem-sucedido.

Infográfico Tendências do Marketing de Conteúdo

Infográfico Tendências do Marketing de Conteúdo

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Juliana Ribas

  • Michel Bekhor

  • Google

  • Rock Content

  • Bing

  • Marketing de conteúdo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”