Em expansão global, Uniqlo escala Roger Federer

Buscar

Marketing

Publicidade

Em expansão global, Uniqlo escala Roger Federer

Marca japonesa substitui Nike como patrocinadora do tenista. Acordo é de US$ 300 milhões e tem validade de 10 anos, segundo ESPN


2 de julho de 2018 - 19h26

Acordo com tenista seria de US$ 300 milhões por 10 anos (crédito: reprodução)

(*) Por Adrianne Pasquarelli, do AdAge

O tenista Roger Federer, oito vezes campeão no torneio de Wimbledon, separou-se da Nike. Ele surpreendeu muitos fãs quando entrou no campo inglês Centre Court, para uma partida na segunda-feira à tarde, trajando uniforme da marca japonesa Uniqlo, da Fast Retailing. O contrato de vestuário da estrela suíça com a empresa estadunidense, expirou em 1º de março.

O reconhecimento do nome de Federer impulsiona os esforços de expansão global da Uniqlo, especialmente na Europa, onde a marca está abrindo novas lojas. A marca tem visto um forte crescimento em lugares como a China, que ajudou as vendas internacionais a liderarem a receita  por dois trimestres consecutivos. Mas a varejista pode enfrentar desafios em mercados onde rivais como Zara, da Inditex, e H&M, da Hennes & Mauritz, já estão estabelecidos.

“Nossa parceria será sobre inovação, dentro e fora da quadra”, disse Tadashi Yanai, presidente executivo da Fast Retailing, em comunicado. A Uniqlo não divulgou os termos ou duração de contrato, mas afirmou que Federer, que conquistou um recorde masculino de 20 títulos no Grand Slam, irá representar a marca em todos os torneios de tênis, ao longo do ano. A ESPN informou que o acordou garante, em dez anos, US$ 300 milhões a ele – um período que inclui sua aposentadoria no circuito.

O novo relacionamento dá à Uniqlo outra chance de explorar um dos maiores nomes do tênis. A marca patrocinou Novak Djokovic, vencedor de 12 torneios de Grand Slam, por cinco anos – ele assinou com a Lacoste, da Maus Freres, no ano passado. A Uniqlo continua endossando Kei Nishikori, tenista japonês.

Federer, que completa 37 anos em agosto deste 2018, assinou seu primeiro contrato com a Nike em 1994. Ele continua a usar os tênis da marca, já que a Uniqlo não fabrica calçados esportivos. Nishikori também usa tênis da Nike – o profissional desvinculou-se da Adidas, no ano passado.

(*)Tradução: Victória Navarro

*Crédito da imagem no topo: Pixabay/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Tadashi Yanai

  • Novak Djokovic

  • Kei Nishikori

  • Roger Federer

  • Nike

  • h&m

  • Uniqlo

  • Fast Retailing

  • Zara

  • Inditex

  • Hennes & Mauritz