Nike é a marca esportiva com maior receita global

Buscar

Marketing

Publicidade

Nike é a marca esportiva com maior receita global

Levantamento da Sports Value, com base nos dados financeiros dos últimos 16 anos, mostra outros elementos da disputa que inclui Adidas, Under Armour e Puma

Luiz Gustavo Pacete
16 de agosto de 2018 - 10h13

A Nike é a marca esportiva com maior receita global. A constatação é de um levantamento da consultoria Sports Value considerando a análise financeira dos últimos 16 anos de Nike, Adidas, Under Armour e Puma. Todas as informações utilizadas pela pesquisa são abertas. Atualmente, no mundo, o faturamento anual do setor de varejo esportivo é de US$ 260 bilhões. Deste montante, US$ 82 bilhões vêm de vendas de material e equipamento esportivo.

A Nike lidera com vendas em 2017 de US$ 34,4 bilhões. A Adidas encerrou o ano passado com faturamento de US$ 24 bi, a Under Armour com US$ 5 bilhões e a Puma com US$ 4,7 bilhões. Em um comparativo histórico, a Nike saiu de um faturamento de US$ 9,9 bi em 2002. A Adidas faturava US$ 6,5 bi naquele ano, a Under Armour, US$ 50 milhões, e a Puma, US$ 900 milhões.

“O estudo demonstra a força das quatro gigantes de material esportivo globalmente. São marcas que indicam tendências, despertam a paixão de milhões de consumidores em todas as partes do planeta e com estratégias de marketing e comunicação sólidas e criativas. Muito do que criam e desenvolvem pode e deve ser entendido por empresas dos mais variados setores”, diz Amir Sommogi, sócio-diretor da Sports Value.

De acordo com a pesquisa, um dos elementos diretamente ligados a esse êxito em vendas é o investimento em marketing esportivo. “As empresas aquecem a demanda por suas marcas, quanto mais investem em estratégias de marketing e comunicação. Patrocínios a atletas, times, eventos e diferentes competições são fundamentais para a construção de seus projetos de branding”, diz a pesquisa.

As participações de verba de marketing sobre as vendas anuais, de acordo com o período analisado, foram de 10% no caso da Nike, representando US$ 3,3 bilhões. A Adidas destinou 13%, o equivalente a US$ 3,1 bilhões. Já o investimento da Puma foi de 12%, alcançando US$ 600 milhões, mesmo valor da Under Armour que destinou 11% de suas vendas.

Enquanto a Nike sozinha atingiu US$ 4,2 bilhões de lucro líquido em 2017, a soma dos lucros das três outras empresas foi de US$ 1,3 bi. “Ao que parece, o investimento da Adidas em marketing esportivo acabou afetando sua lucratividade. A verba da Adidas é muito parecida com a da sua rival, embora fature bem menos. Under Armour após uma sequência de bons lucros, encerrou 2017 com prejuízo de US$ 48 milhões. Puma após um período de estagnação viu seus lucros atingirem aumento de 122% em relação a 2016”, aponta a pesquisa.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Under Armour

  • nike

  • adidas

  • puma

  • branding