Heineken insere energia verde em sua receita

Buscar

Marketing

Publicidade

Heineken insere energia verde em sua receita

Grupo assume compromisso de operar todas as suas cervejarias no Brasil até 2023 apenas com energia 100% renovável. Três plantas já foram modificadas

Fernando Murad
18 de dezembro de 2020 - 18h30

Embalagens terão selo sobre energia limpa (crédito: divulgação)

Começando neste mês, com as fábricas de Alagoinhas, na Bahia, de Araraquara, em São Paulo, e de Ponta Grossa, no Paraná, a Heineken passará a utilizar 100% de energia renovável na produção de cerveja no Brasil até 2023. Com isso, a energia verde é o novo ingrediente da tradicional fórmula com água, malte e lúpulo.

A iniciativa integra a estratégia global “Brewing a Better World” da companhia, que tem como um dos objetivos reduzir as emissões de CO2 na produção em 80% até 2030.

Uma das ações implementadas é a adoção de apenas energia renovável nos processos de fabricação e envase. Os rótulos das cervejas Heineken e Heineken 0.0 produzidas com energia renovável serão alterados. Será introduzido um símbolo que informará ao consumidor que o produto (garrafa, lata ou keg) integra uma cadeia energética mais limpa. Em novembro, o grupo adotou iniciativa semelhante com a cerveja Sol, agora produzida com energia de fonte solar.

Para comunicar a mudança, a cervejaria realizou nesta sexta-feira, 18, uma ativação no Rio de Janeiro. O Museu do Amanhã recebeu uma iluminação especial que o deixou totalmente verde. A ação para iluminar o museu também usou apenas energia limpa e foi desenvolvida em parceria com a Red Door Agency. Na comunicação, o projeto Heineken Energia Renovável inclui também as agências Publicis, Lema e iProspect.

As fábricas do Grupo Heineken passarão a adquirir energia elétrica de fontes 100% renováveis, além de ampliar a base energia térmica limpa proveniente de biomassa nas unidades de Araraquara, Alagoinhas e Ponta Grossa. Serão instaladas novas caldeiras de biomassa na cervejaria de Jacareí, em São Paulo, que já opera com 100% de energia elétrica de fontes renováveis. As demais oito cervejarias do grupo no Brasil serão convertidas.

Ativação no Museu do Amanhã marcou o anúncio (crédito: Patrick Gomes)

“A sustentabilidade é um dos pilares da marca e também uma prioridade do Grupo Heineken no Brasil, e essa novidade demonstra aos consumidores não só o nosso compromisso em ser um pouco mais verde a cada dia e fazer o bem para o planeta, mas também o potencial inovador que acompanha a marca desde 1873, por se tratar de um movimento pioneiro em nosso setor”, diz Vanessa Brandão, diretora de marketing de marcas premium do grupo.

Publicidade

Compartilhe