Nike rompeu parceria com Neymar por investigação de abuso sexual

Buscar

Marketing

Publicidade

Nike rompeu parceria com Neymar por investigação de abuso sexual

Empresa diz que jogador se recusou a colaborar com as investigações de uma denúncia de abuso sexual feita contra ele por uma funcionária da Nike, em 2016


28 de maio de 2021 - 10h32

Parceria entre Neymar Jr e a Nike durou 15 anos (Crédito: Reprodução)

Desde 31 de agosto de 2020, o jogador Neymar Jr. deixou de ser patrocinado pela Nike, encerrando uma parceria que mantinha com a fabricante de materiais esportivos desde quando o atleta tinha 13 anos e que, no total, durou 15 anos. Na época, veículos que acompanham o universo esportivo apontaram que o fim da parceria aconteceu por divergência de valores entre o jogador e a empresa.

Na noite dessa quinta-feira, 28, uma reportagem do Wall Street Journal revelou que o rompimento do contrato de patrocínio se deu pelo fato de Neymar Jr ter se recusado a colaborar com a investigação de um suposto abuso sexual que teria sido cometido por ele contra uma funcionária da Nike.

O caso teria acontecido em 2016. Segundo o Wall Street Journal, uma funcionária da Nike acusa o atleta de ter tentando o abuso sexual um hotel em Nova York durante a gravação de uma campanha publicitaria da Nike, que contava também com a participação de Michael Jordan. A funcionária trabalha na área de logística da Nike e trabalhou na organização do evento, na época, e teria sido assediada pelo jogador no hotel em que ele estava hospedado. Ainda segundo o WSJ, a funcionária relatou a tentativa de abuso do jogador a superiores e colegas de trabalho, na época. Somente em 2018, no entanto, a Nike abriu uma investigação para apurar o ocorrido de maneira oficial. O nome da funcionária não foi revelado.

Neymar Jr. nega as acusações. Ao Wall Street Journal, um porta-voz da equipe do atleta disse que “o jogador irá se defender vigorosamente desses ataques infundados assim que alguma reclamação for apresentada, o que ainda não aconteceu”. A equipe de Neymar também declarou que as questões para o rompimento da parceria foram comerciais. Atualmente, o jogador é patrocinado pela Puma.

Ao veículo estadunidense, Hilary Krane, general counsel da Nike, declarou que a companhia encerrou sua parceria com o atleta porque ele se recusou a cooperar com a investigação de irregularidades denunciadas por uma funcionária. da empresa. Posteriormente à publicação do WSJ, a Nike confirmou ao UOL que o rompimento com Neymar Jr aconteceu por conta da recusa do atleta em colaborar com as investigações.

Publicidade

Compartilhe