Havan diz que não anunciará em alguns programas da Globo

Buscar

Mídia

Publicidade

Havan diz que não anunciará em alguns programas da Globo

Marca segue outras empresas regionais, como a varejista Condor e a consultoria imobiliária Habitec

Renato Rogenski
7 de novembro de 2019 - 15h05

Em 2018, a Havan realizou inserção no programa Encontro com Fátima Bernardes (Crédito: reprodução/ GShow)

A rede varejista Havan informou em suas redes sociais, nesta quinta-feira, dia 7, que irá suspender a veiculação de publicidade em alguns programas nacionais da Rede Globo, citando especificamente os jornalísticos Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Jornal da Globo, além da novela Malhação e do Caldeirão do Huck. Na nota, o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas, diz não compactuar com o que classifica como “jornalismo ideológico” e com “algumas programações da Rede Globo”. “Enquanto esses programas prestarem um desserviço à nação e irem contra os valores da família brasileira, não voltaremos a anunciar”, afirma.

A Havan ressalva que a decisão diz respeito apenas a programação nacional da Globo e que continuará anunciando nas afiliadas regionais. “Por ora, manteremos nossas propagandas nas afiliadas e jornais locais, que ainda informam a sociedade de forma mais isenta e conservadora”, diz o comunicado. Luciano Hang é, desde a campanha eleitoral, um dos principais apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no meio empresarial. Embora o comunicado da rede varejista não cite nominalmente o presidente, deixa claro que a decisão é motivada pela divulgação de notícias desfavoráveis a Bolsonaro. Um release distribuído à imprensa pela Havan diz que, na opinião de Luciano Hang, “a mídia tem que incentivar o otimismo e a confiança no Brasil”.

A primeira vez que a Havan veiculou um break comercial em rede nacional no intervalo da Globo foi em setembro do ano passado, no intervalo do Fantástico. A peça chamava a atenção pelo fato de ser estrelada por alguns apresentadores do SBT (Eliana, Celso Portiolli e Ratinho) e outros artistas que já tinham parceria comercial com a marca. Em entrevista ao Meio & Mensagem, na época, o gerente de marketing da Havan, Jordan Hang, declarou que a exibição de comerciais na TV aberta, sobretudo para o mercado da Grande São Paulo, era uma nova estratégia, uma vez que a Havan não possui lojas físicas na região.

Antes disso, a rede de lojas de departamentos já havia feito algumas ações de merchandising na TV Globo. Em março de 2018, a Havan realizou inserção no programa Encontro com Fátima Bernardes, na qual a apresentadora anunciou as ofertas de ovos de Páscoa oferecidos pela varejista. No mês seguinte, em abril, foi a vez do “É de Casa” contar com uma inserção da Havan. Na ocasião, o cenário da atração foi equipado com eletroeletrônicos comercializados na rede. A publicidade da Havan é desenvolvida internamente por uma house.

Antes da Havan, outros dois anunciantes regionais do Paraná haviam tomado decisão parecida, de não anunciar em alguns programas nacionais da Globo: a consultoria imobiliária paranaense Habitec e a Condor, rede varejista que tem 52 lojas em 19 cidades do Paraná e Santa Catarina. O comunicado em que a Condor informa sua decisão diz que ela se deve à “parcialidade que o jornalismo nacional da emissora tem demostrando contra o Presidente da República”.

Após diversos questionamentos, a Condor emitiu um segundo comunicado, explicando que não pretende cortar a publicidade na RPC, afiliada da Globo no Paraná, e que elas apenas não serão veiculadas nos horários dos programas jornalísticos nacionais e de algumas novelas, como Malhação e A Dona do Pedaço. Já a Habitec enviou, no dia 1º de novembro, uma carta para a RPC, assinada pelo diretor Rodrigo Viana e por Clovis Araujo, da Soul Propaganda, na qual diz que não pretende veicular na Globo até que identifique “uma mudança radical em sua postura jornalística”.

Segundo o ranking Agências & Anunciantes, construído com dados da Kantar Ibope Media, levando-se em conta descontos normalmente praticados pelo mercado, a Havan investiu um total de R$ 112 milhões em compra de mídia em todo o País em 2018, e a Condor, R$ 29 milhões. Já a Habitec não aparece no ranking dos 300 maiores compradores de mídia do Brasil. Procurada pela reportagem, a Globo emitiu o seguinte posicionamento: “A Globo acredita que entrega para as marcas anunciantes as melhores oportunidades de conexão com seus públicos e tem por princípio não comentar nenhuma decisão e/ou estratégia de mídia de seus parceiros”.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Bolsonaro

  • joanir zonta

  • Globo

  • Rede Globo

  • TV Globo

  • Havan

  • condor

  • habitec

  • soul propaganda

  • Publicidade

  • Campanhas

  • jornalismo

  • anúncios

  • propagandas

  • corte de verbas

  • corte de investimentos na globo

  • linha editorial

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”