“Vivi Guedes aproximou o público da TV e da internet”

Buscar

Mídia

Publicidade

“Vivi Guedes aproximou o público da TV e da internet”

Em entrevista ao Meio & Mensagem, Paolla Oliveira conta como procurou transferir sua boa relação com as marcas para a personagem de A Dona do Pedaço

Bárbara Sacchitiello
18 de novembro de 2019 - 6h00

Como Vivi Guedes, Paolla Oliveira conseguiu um perfil no Instagram com mais de 2,4 milhões de seguidores e foi a garota-propaganda de 8 marcas (Crédito: João Miguel Junior/Globo)

Quando o último capítulo de A Dona do Pedaço for ao ar na próxima sexta-feira, 22, Paolla Oliveira terá encerrado um trabalho que marcou seu nome na trajetória comercial da emissora. Foi com sua personagem, a influenciadora digital Vivi Guedes, que a atriz trouxe a possibilidade de explorar as mídias sociais não apenas para estender o engajamento da novela, mas também para ampliar as cifras do faturamento da Globo.

Personalidade requisitada pelo mercado publicitário, Paolla conseguiu estender à Vivi seu apelo comercial, fazendo a Globo a rever normas bem rígidas em relação ao envolvimento de personagens em campanhas publicitárias. Enquanto os atores da casa sempre foram liberados para emprestar sua imagem às marcas e empresas que quiserem, os personagens que interpretam nunca puderam aparecer em ações comerciais por conta de uma cláusula de proteção da emissora à sua obra.

Mas com Vivi, foi diferente. A personagem, inclusive, tirou a própria atriz, Paolla Oliveira, do posto de garota propaganda da Fiat, em uma ação que quebrou paradigmas na Globo. Foi a primeira vez que os estúdios da novela foram usados para a gravação de um comercial. E Vivi foi a primeira personagem de folhetim a invadir os intervalos comerciais de diferentes horários, apresentado os carros da marca.

 

Com a Fiat, Paolla se tornou a primeira atriz a interpretar uma personagem de novela em comercial de TV (Crédito: Divulgação)

A boa relação da atriz com os parceiros de publicidade, de alguma forma, colaborou para o sucesso comercial de Vivi Guedes. “Nas campanhas publicitárias, acredito no empenho de fazer uma boa entrega para que o cliente que está investindo em mim se sinta representado”, contou Paolla, em entrevista concedida ao Meio & Mensagem nos últimos dias de gravação da novela (leia mais abaixo).

Além de Fiat, a atriz também levou da vida real para a ficção a parceria com a Avon e atuou em dupla jornada para a marca estreante no universo dos cosméticos Duty – que, além de Vivi Guedes, também fez ações com a própria Paolla. De acordo com as regras da Globo, a atriz foi remunerada pelas participações nas ações de merchandising. A própria emissora, inclusive, aproveitou a personagem em outras áreas de sua programação, como o Criança Esperança. Agora, em novembro, Vivi Guedes foi a estrela da capa da revista Glamour, da Globo Condé Nast.

No Instagram, Vivi Guedes tem um número de seguidores bem mais modesto do que sua intérprete (2,4 milhões contra os quase 22 milhões de Paolla). Ainda assim, para os parâmetros de um personagem de ficção, o perfil de Vivi na rede é um fenômeno. Ao longo dois seis meses da novela, passaram pela página da influenciadora digital posts pagos da Avon, Duty Cosméticos, TIM, Fiat, Globoplay, Hope, Coca-Cola e iFood.

Posts patrocinados no Instagram acompanharam a personagem ao longo de toda a trama (Crédito: Reprodução)

A Globo não revela se o perfil será mantido após o término de A Dona do Pedaço. Para a intérprete de Vivi, a ideia é vista com bons olhos. “Acredito que as redes dela podem ser um canal aberto para manter essa relação com o público de alguma outra maneira, porque não?”, indaga Paolla, que também falou sobre o sucesso comercial da personagem e de sua relação com a publicidade. Confira:

Meio & Mensagem: Você já era uma personalidade requisitada para campanhas publicitárias de diversas marcas. O fato de interpretar uma influenciadora digital a colocou em um novo patamar no mercado publicitário?

Paolla: Levo muito a sério tudo que faço. Nas campanhas publicitárias, acredito no empenho de fazer uma boa entrega para o cliente que está investindo em mim se sentir representado. O mesmo empenho que tenho quando estou atuando, porque sou apaixonada pelo que faço e tenho consciência da responsabilidade de manter uma personagem durante tantos meses. Acho que a Vivi Guedes aproximou o público da TV e da Internet e isso foi muito interessante. Sei que tivemos muitos anunciantes interessados em parcerias com as redes da personagem e fico muito feliz! Isso significa que ela chegou de verdade no coração do público e conquistou a confiança deles.

M&M: Algumas das marcas que fizeram parcerias com a Vivi Guedes na novela já haviam trabalhado com você, como Fiat e Avon. O fato de já ter uma parceria ajudou na elaboração dessas ações comerciais?

Paolla: Fiat, Avon e Duty Color são marcas que eu já tinha contrato. Avon e Fiat em uma relação mais antiga, o que ajudou muito a criar a conexão com a novela. Já Duty Color é um parceiro super novo, que chegou praticamente junto com a novela. Com todos, pude participar de perto da construção das ações e isso foi uma super novidade para mim. E acredito que para a Globo também.

Personagem foi capa da edição de novembro da revista Glamour (Crédito: Reprodução)

M&M : Como procurou diferenciar uma ação comercial da personagem (Vivi) de uma ação que você (Paolla) faria?

Paolla: A Paolla é bem diferente da Vivi. Desde o início, me preocupei em manter minhas redes, por exemplo, como sempre foram. Bem fiel a quem sou. E os conteúdos das redes sociais da Vivi são bem diferentes. Quando falamos em campanhas publicitárias, a disponibilidade das marcas e agências para brincarem com as diferentes possibilidades da personagem ajudou muito.

M&M: O perfil criado para a personagem no Instagram se tornou um sucesso entre os seguidores. Gostaria de poder manter, por mais tempo, a Vivi Guedes “viva” nos meio digitais?

Paolla: Foi muito legal ver como a Vivi cresceu nas redes. Rapidamente, ela chegou aos mais de 2 milhões de seguidores e sempre com um super engajamento. O Walcyr (Carrasco, autor da novela), é um gênio). Cria personagens que nos dão a possibilidade de viver experiências como essa. Mas como todo personagem, a Vivi acaba junto com a novela. Mas acredito que as redes dela podem ser um canal aberto para manter essa relação com o público de alguma outra maneira, porque não? De qualquer forma, confesso que já estou triste com a despedida da Vivi Guedes.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Walcyr Carrasco

  • Paolla Oliveira

  • Vivi Guedes

  • Globo

  • Instagram

  • TIM

  • Fiat

  • Coca-Cola

  • Avon

  • iFood

  • Hope

  • globoplay

  • Duty Cosméticos

  • TV aberta

  • Engajamento

  • Negócios

  • Redes Sociais

  • Comercial

  • Influenciadores

  • novela

  • merchandising

  • marcas

  • anúncios

  • influenciadores digitais

  • Dramaturgia

  • seguidores

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”