TikTok paga US$ 92 milhões em processo de privacidade

Buscar

Mídia

Publicidade

TikTok paga US$ 92 milhões em processo de privacidade

Plataforma da Bytedance também divulgou dados sobre remoção de contas e combate à desinformação


26 de fevereiro de 2021 - 15h09

O TikTok concordou em pagar US$ 92 milhões em um acordo feito com a justiça dos Estados Unidos para resolver os mais de 20 processos de usuários de diferentes estados que alegam que a plataforma de conteúdo da Bytedance coleta e divulga seus dados pessoais à terceiros.

 

TikTok removeu 89 milhões de vídeos globalmente e 6 milhões de contas por violarem as diretrizes do serviço (Crédito: Solen Feyissa/Unsplash)

Além da quantia estabelecida, o app terá que criar um fundo monetário para usuários do TikTok, um programa de treinamento de conformidade de privacidade e novas medidas para garantir a privacidade do público.

“Embora discordemos das afirmações, ao invés de passar por longos litígios, gostaríamos de concentrar nossos esforços na construção de uma experiência segura e alegre para a comunidade do TikTok”, disse um porta-voz da empresa em um comunicado enviado por e-mail ao Advertising Age.

Esta semana, a plataforma divulgou sua última versão de um relatório de transparência com dados de 2020. Segundo a companhia, no segundo semestre do ano, o TikTok removeu 89 milhões de vídeos globalmente — 11 milhões nos Estados Unidos — e 6 milhões de contas por violarem as diretrizes do serviço. Esse número representa apenas 1% do total de conteúdo publicado no aplicativo. Cerca de 9 milhões de contas foram removidas por spam. Dessas, foram publicados 5 milhões vídeos. O TikTok também impediu a criação de 173 milhões de contras por meios automatizados.

No combate à informações falsas, o TikTok removeu 51 mil vídeos relacionados à Covid-19 e 347 mil à Eleição presidencial dos Estados Unidos.

No relatório, a empresa ainda informou pedidos legais que recebeu nos Estados Unidos nos últimos seis meses de 2020. Nos casos de intimações, mantados de busca, ordens judiciais e rastreamento de armadilhas, o TikTok diz que pode divulgar dados dos usuários — em alguns casos informações básicas e em outros dados de registros, conteúdo de vídeo e interação).

O app da Bytedance afirmou que está trabalhando em formas melhores de verificar informações desconhecidas, investindo em educação de criadores de marcas sobre requisitos de divulgação de criação de conteúdo paga e melhores guias eleitorais no futuro.

Publicidade

Compartilhe