Google avança no plano de eliminação de cookies

Buscar

Mídia

Publicidade

Google avança no plano de eliminação de cookies

Empresa fará eliminação de cookies de terceiros em duas etapas, com início no final de 2022 e conclusão prevista para 2023

Giovana Oréfice
24 de junho de 2021 - 11h46

(Crédito: Greg Bulla/Unsplash)

O Google anuncia nesta quinta-feira, 24, detalhes sobre a parte final dos planos de implantação da Privacy Sandbox. A iniciativa foi comunicada ainda em 2019 para desenvolver tecnologias que protegessem dados dos usuários, ao mesmo tempo que oferecem ferramentas de forma que as empresas acompanhem dados para manter a web acessível e aberta a todos. Após processo de desenvolvimento público que acontece desde o ano passado, o Google divulgou o cronograma para a implantação de medidas que eliminam o uso de cookies de terceiros ao longo de três meses, começando em meados de 2023.

O primeiro estágio do processo tem previsão para começar no final do ano que vem, a partir da conclusão de testes rigorosos e discussões em fóruns como o GitHub e W3C. A primeira etapa será destinada à migração e adoção das novas APIs por parte do setor editorial e de publicidade. De acordo com o Google, o período previsto para esta fase é de nove meses, em que estarão monitorando e analisando feedback das empresas. O período de testagem da implantação se mostra importante, sobretudo, para a avaliação de companhias que dependem dos cookies para a identificação do usuário e veiculação de anúncios direcionados. 

No final de março, o Google anunciou o início dos testes do algoritmo Federated Learning of Cohorts (FLoC), que garante a privacidade dos usuários a partir do agrupamento por interesses comuns em detrimento de dados individuais, como conteúdo de mensagens, documentos e demais informações consideradas sensíveis. A decisão foi motivada em grande parte pelo endurecimento de leis em diversos países que defendem maior controle dos usuários sobre os dados e a garantia da privacidade na navegação, como acontece com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil. 

Em seguida, ao final da fase 1, o segundo estágio deverá começar a ser implantado em meados de 2023. O Chrome eliminará de forma gradual o suporte para cookies de terceiros ao longo de três meses. Assim, a política deverá ser finalmente implantada no final do mesmo ano. Segundo o Google, os anunciantes e demais companhias poderão acessar em breve um cronograma atualizado e detalhado, para que possam realizar o planejamento dos testes das novas APIs e se preparar para o mundo “pós-cookies”. 

Atualmente, o Chrome e outros serviços oferecem mais de 30 propostas nos esforços pela privacidade, das quais quatro estão em teste. Os esforços para a eliminação dos cookies são acompanhados do combate ao rastreamento secreto e fraudes, que também são parte da Privacy Sandbox. 

Em janeiro deste ano o Chrome anunciou API que permite que os desenvolvedores solicitem informações específicas sobre o navegador de um usuário em vez de obtê-las por padronização. Foi publicada também atualização dos planos do projeto que tem como objetivo a redução do uso de dados para coletar impressões digitais. Além disso, a plataforma desenvolve ferramentas que permitem a mensuração de resultados de anúncios dentro das especificações da nova política. 

**Crédito da imagem no topo: Christian Wiediger/Unsplash

Publicidade

Compartilhe