Como serão as novelas brasileiras da Netflix

Buscar

Mídia

Publicidade

Como serão as novelas brasileiras da Netflix

Plataforma de streaming revela que já vem levando características do gênero para suas obras seriadas e anuncia filmes, séries e realities nacionais que irão compor seu cardápio em 2022

Bárbara Sacchitiello
23 de novembro de 2021 - 14h51

Elenco da série Só Se For Por Amor, que carrega elementos das novelas tradicionais, de acordo com executiva da plataforma (Crédito: Reprodução/YouTube)

A Netflix está se preparado para oferecer novelas nacionais ao público brasileiro. Mas não será exatamente o formato tradicional do gênero – com capítulos diários e longa duração, que o espectador se habituou a acompanhar na TV aberta há décadas – que fará parte da plataforma de streaming.

“Estamos desenvolvendo vários projetos para entender qual será a nossa versão de novela no Brasil. Mas sabemos que será uma obra seriada”, resumiu Elisabeta Zenatti, VP de conteúdo da Netflix no Brasil, ao comentar sobre o assunto durante o Mais Brasil na Tela, evento virtual realizado promovido pela plataforma de streaming na manhã desta terça-feira, 23, que abordou a importância do conteúdo nacional para a companhia e, também, apresentou algumas novidades que farão parte do cardápio da Netflix no próximo ano.

A respeito das novelas, assunto que vem aguçando o interesse dos fãs da plataforma – que já conta com tramas latino-americanas no portfólio – a Netflix deixou claro que está atenta ao interesse dos brasileiros pelo gênero, mas que busca uma maneira de oferecer o formato ao público com estilo próprio. “Não faremos a novela clássica brasileira, que dura quase o ano todo, com a qual as pessoas têm um encontro marcado todo dia, em determinado horário, e que funciona como um livro aberto, que vai se adaptando aos gostos do público. A nossa novela será uma obra fechada”, contou Elisabeta.

A VP de conteúdo explicou que a Netflix está, por enquanto, preferindo inserir alguns elementos clássicos das novelas brasileiras em suas séries, ampliando, assim, as ofertas de conteúdo para a sua audiência. Embora tenha dito que as novelas da plataforma não serão longas como as da TV aberta, a executiva revelou que a companhia não estabeleceu um número fixo de capítulos e nem a quantidade de produções do gênero que pretende estrear a cada ano.

O público poderá ter um aperitivo do que a Netflix pretende fazer em termos de novelas com duas séries brasileiras que estrearão na grade em 2022: Olhar Indiscreto, que será protagonizada pela atriz Débora Nascimento, e Só Se For Por Amor, estrelada pelos atores Lucy Alves e Filipe Bragança. Embora sejam categorizadas como séries, essas produções terão vários elementos folhetinescos, de acordo com Elisabeta. “Essas duas séries que preparamos para o ano que vem têm vários elementos de novela, que flertam bastante com o gênero novela. É desse jeito que estamos desenvolvendo nossos títulos, incluindo mais elementos característicos de novelas em nossas séries. É um blend de diferentes formatos e a beleza é experimentar vários gêneros que se cruzam”, explicou.

Mais Brasil para brasileiros

Série de animação Menino Maluquinho é uma das novidades da companhia para 2022 (Crédito: Reprodução/Twitter)



Ao longo do evento, a plataforma de streaming declarou sua intenção de ampliar a quantidade de conteúdo brasileiro ofertado em seu serviço, como também de diversificar suas produções, tanto em termos de gênero (com novos conteúdos de séries, filmes, realities e outros formatos) quanto na representação regional, cultural e racial do País.
Adrien Muselet, diretor executivo de conteúdo e aquisição da Netflix para o Brasil, lembrou que a história da produção nacional na plataforma ainda é recente, tendo começado em 2017, com o longa-metragem O Matador. “Desde então, gastamos energia para construir uma ampla oferta de filmes nacionais e, agora, contamos com 150 filmes brasileiros em nosso cardápio, considerando as produções originais e as licenciadas”, contou o executivo. Adrien também destacou que, embora o objetivo das produções nacionais seja representar a audiência brasileira, os filmes e obras produzidas no Brasil tem despertado o interesse em outros mercados e alcançando boa audiência em outros países, como foi o caso dos longas Modo Avião e Tudo Bem no Natal Que Vem, segundo ele.

Para o próximo ano, a plataforma apresentará ao público novos títulos nacionais, como o longa Carga Máxima, que será o primeiro filme de ação brasileiro da Netflix, e Biônicos, uma história de ficção científica, produzida junto com a Paris Entretenimento.

A companhia também revelou alguns nomes séries e realities brasileiras que entrarão em seu portfólio nos próximos meses. Nos realities, já estão sendo gravados os episódios da versão brasileira de Queer Eye e também estão garantidas as novas temporadas de Casamento às Cegas e Brincando com Fogo – Brasil, duas produções de sucesso da plataforma. A Netflix também terá a edição brasileira de Iron Chef, reality culinário que será comandado pela atriz e apresentadora Fernanda Souza.

Em termos de séries, a Netflix confirmou as novas temporadas de Sintonia, Cidade Invisível, Irmandade e Bom dia, Verônica. A companhia também irá desenvolver uma série de ficção baseada no livro Todo Dia a Mesma Noite, da jornalista Daniela Arbex, que conta a tragédia da Boate Kiss, ocorrida na cidade de Santa Maria, em 2013. “Nossas séries têm elementos culturais fortes, que falam dos nossos problemas, conflitos e lendas comuns e têm representatividade que nenhuma produção de fora do Brasil traria”, acredita Hana Vaisman, diretora de conteúdo e de séries brasileiras da Netflix.

Outras novidades do cardápio nacional da Netflix são os especiais de humor Whindersson Nunes: É de Mim Mesmo, com o humorista Whindersson Nunes, e Cheguei, com o ator, roteirista e humorista Rodrigo Sant’Anna. Rodrigo também será o astro de A Sogra que te Pariu, a primeira sitcom produzida pela Netflix, que será gravada com plateia. A companhia revelou, ainda, a série de animação Menino Maluquinho, inspirada na conhecida obra de Ziraldo.

Publicidade

Compartilhe